Concorrência e Consumo 2.0

O Consumidor 2.0, com “voz amplificada” é alvo de ações e programas que por vezes, o monitoram constantemente (Cookies, navegação, métricas, etc), eis que como dizia Michel Foucault: “O sujeito é um artifício de linguagem”.

Agências passam a refletir: Surgem questões a serem resolvidas pelo Direito, dentre as quais destacamos as principais com base em análise de casos. São questões que devem ser refletidas pelas empresas de mídia constantemente, visando preservar a saúde e concorrência leal no marketing 2.0:

1- Qual o direito de quem adquire produto influenciado por Blogs Patrocinados? O Blogueiro é responsável ou só a empresa.

2- Qual o melhor caminho ético e jurídico para monitorar as redes sociais e usuários? Como se da a proteção intelectual de campanhas nas novas mídias?

3- Uma empresa pode reclamar judicialmente por concorrência desleal em face de técnicas virais ou marketing de guerrilha de outra?

4- Links patrocinados de “emboscada”, onde uma empresa assume termos relevantes de outra para atrair potencial clientela alheia, geram o dever de indenizar?

5- Spam ou SMS Spam: Limites legais à não destruir campanhas web?

6- Moderar ou apagar manifestações desfavoráveis na Internet, viola o direito amplo de informação do consumidor? Pode geral reflexos às empresas?

7- Comentários sobre a concorrente em media digital da empresa, pode gerar um processo?

8- Amush Marketing ou ações periféricas no Blog ou media da concorrente, é legal? Exemplificando, entro no Blog da concorrente a abro uma discussão via comentários.

9- O Marketing invisível em sites de relacionamento ou comunidades, encontra amparo legal?

10- Provocar Buzz que não corresponde à realidade: Gera responsabilização?

11- Oferecer produtos da concorrente para a avaliação de Blogueiros, teria algum impacto?

12- Propostas automatizadas nas mídias digitais, quando o produto não existe ou está indisponível , vincula o proponente?

13- Falsear fatos (misturar conteúdos) e inserir conteúdo publicitário oculto, pode gerar processos?

14- Riscos do uso ilegal de linking, guestbook spamming, frames, meta-tags, e caching?

15- Uso de “tracking” e “cookies” de usuários e consumidores: Quais os limites da legalidade?

trecho de texto importante de José Antonio Milagre no Dicas-L.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Concorrência e Consumo 2.0

Deixe o seu comentário