Em teu(s) seio(s), ó liberdade (13)

Se os Cânticos de Salomão fossem passados para linguagem coloquial, pareceria com uma canção do 50 Cent, do Eminem ou qualquer outra cheia de “piiiii” da censura. “O meu amado pôs a sua mão pela fresta da porta, e as minhas entranhas estremeceram por amor dele” por exemplo, em Cânticos 5:4 gerou todo um gênero de filmes, conhecido como “fisting fuck“. Mas a coisa toda poderia ser resumida em “Peitos, melões, gêmeos, boobs. Eu amo peitos!”

Quando Salomão nos Salmos diz: “O Senhor é meu pastor e nada me faltará”, ele quer dizer “e peitos não me faltarão”.

trecho de Os 6 Atos Sexuais Mais Depravados (Vindos da Bíblia), post do ano passado no blog 1001 gatos de Schrödinger.

definitivamente, inspiração nada tem que ver c/ religiosidade. ou a falta dela.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Em teu(s) seio(s), ó liberdade (13)

Deixe o seu comentário