Despetalando a última flor do Lácio (85)

Estranheza foi a sensação de muitos leitores da zona sul do Rio Grande do Sul ao abrir a edição de domingo do jornal Diário Popular de Pelotas e se deparar, na página 29, com o que era pra ser uma singela homenagem às mães, prestada pela Universidade Católica de Pelotas (UCPel). Acompanhando a imagem de uma mãe com um bebê, o anúncio institucional alusivo à data trazia o pensamento: “Mãe que ama, que proteje, que educa. Simplismente mãe. Parabéns pelo seu dia. 10 de maio – Dia das Mães”.

Os desvios ortográficos das palavras protege e simplesmente chamaram a atenção ainda no domingo e repercutiram nas rodas de estudantes durante toda a segunda-feira. O anúncio é assinado pela agência Agente de Comunicação da Universidade e não remete a erro de digitação, já que se repete em duas palavras. O trecho também apresenta a carência de uma vírgula, além de deixar pressuposto a convenção do dia 10 de maio como o Dia das Mães.

Segundo a professora de Português de um curso pré-vestibular de Pelotas, Lena Fuão, situações como estas se constituem, em sua maioria, pela escassez de leitura, e em casos de publicidade é preciso redobrar a atenção. “Tudo indica ser um conjunto de erros, porque alguém escreveu, mas faltou uma revisão por mais de uma pessoa. Texto funciona assim”, comentou. A professora afirmou que “o sucesso para a linguagem e a ortografia adequadas está na leitura e na escrita”.

Diversas foram as tentativas de contato com a agência Agente pela nossa equipe, mas não obtivemos retorno. O erro do anúncio foi reconhecido e avaliado como grave pelo reitor da UCPel, Alencar Proença. “Errar é do ser humano, mas se envolver numa situação desta natureza é extremamente desagradável. O erro é, sim, grave. Vamos tomar providências internas para apurar efetivamente onde aconteceu, o responsável pelo fato e adotar as medidas administrativas correspondentes”, ressaltou o reitor, reiterando que não haverá nenhum tipo de nota pública de retificação.

fonte: Terra
dica do Francisco Salerno Neto

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Despetalando a última flor do Lácio (85)

Deixe o seu comentário