Por que a Globo está divulgando série de reportagens positivas sobre os evangélicos?

Esta é a pergunta que todos os evangélicos deveriam estar fazendo, com profundo senso crítico e em oração, diante da recente série de reportagens a respeito da ação social dos evangélicos no Jornal Nacional, e de texto da edição de aniversário da Revista Época, também de propriedade do grupo, sobre o crescimento da igreja e as consequências (também positivas) para a sociedade. A resposta certa, nenhum de nós pode dar de forma absoluta. As razões do coração de donos e editores dos veículos só eles guardam na sua intimidade. Mas algumas possibilidades devem ser relacionadas.

Apesar do fato de a repercussão, independentemente dos motivos da edição, serem muito favoráveis à igreja, com aumento da simpatia da opinião pública, mais crescimento numérico e até recursos para projetos sociais, é preciso que os líderes evangélicos fujam da tentação do deslumbramento com os 15 minutos de fama e aparente simpatia da Globo, até porque não se deve esquecer que esta mesma mídia até bem pouco tempo, às vezes com razão, outras nem tanto, enxovalhou a imagem da igreja evangélica sem dó nem piedade.

Por exemplo, seria ingênuo não pensar na possibilidade de existir por trás desta iniciativa, agora favorável, interesses políticos, comerciais, ou aqueles relacionados à perda de audiência. Outra possibilidade é que o crescimento surpreendente do número de fiéis evangélicos esteja gerando consequências não favoráveis para a empresa em questão e sua disputa com outras emissoras concorrentes, especialmente a que está ligada à Igreja Universal.

Outro fator importante a ressaltar, é o início da corrida para as eleições para presidente e governadores em 2010. E o fato do apoio dos evangélicos ser cada vez mais ambicionado pelas forças políticas, inclusive as financiadas por anunciantes da própria Globo.

Mas a hipótese de motivo das reportagens que desejaríamos seria a de uma decisão livre de reunião de pauta e de reconhecimento sincero do trabalho dos evangélicos pelos editores do jornal. Afinal de contas, foi para isso que, ao longo de muitos meses de trabalho, enviamos, como agência cristã de notícias, a dezenas de jornalistas daquela emissora informações que demonstram o lado outrora pouco divulgado pela mídia não evangélica.

Lenildo Medeiros e Philippe Leandro, no site da Agênica Soma.

após o início da veiculação das reportagens, o sentimento em alguns setores do rebanho passou da estupefação p/ a indignação. afinal, é sempre + confortável permanecer na condição de “vítima” e de “perseguido”.

pra começo de conversa, a soma da audiência de todos aqueles que estão emburrados e fazendo beicinho nem se compara ao público alcançado pelo jornal nacional. até onde me lembro, nenhum anunciante até hj no país comprou 5 minutos no horário do programa p/ lançar um produto. ainda que alguma missão viesse aqui c/ muita grana p/ veicular comerciais durante o jornal nacional, ainda assim não teria o impacto que tem uma matéria c/ cunho claramente editorial.

yes, é óbvio que um dos objetivos do tom laudatório foi agradar à parcela evangélica dos espectadores. não que o expediente fosse necessário p/ conquistar o segmento, afinal as críticas nunca afastaram o rebanho dos programas da vênus platinada. creditar a perda de audiência da globo a um suposto boicote cristão mostra apenas desconhecimento do aumento de opções de canais disponíveis, entre outros fatores.

um aspecto que chama a atenção foi o acerto na escolha das denominações, todas c/ trajetória longa e bem sedimentada e não necessariamente c/ muitos membros. a ausência das neopentecostais não é mero boicote à universal. tão-somente mostra que o segmento nunca teve qq tipo de preocupação c/ as condições do país. ao contrário, explora à exaustão as condições adversas p/ promover suas campanhas de cura e de prosperidade. a “doença” é necessária p/ apregoar a oferta de “cura”.

quais os trabalhos sociais empreendidos por expoentes televisivos como r.r. soares, silas malafaia e waldemiro santiago? empregar familiares e apaniguados não deve ser considerado. sugiro que consultem o site da fazenda canaã, uma das raras ações da universal na área. por certo não é falta de grana que leva uma igreja rica e que pede dinheiro incessantemente a atender pouco + de 5 centenas de crianças. a vasectomia preconizada por (p)edir macedo pelo visto exige que a fertilidade da liderança em outras áreas tb seja convenientemente interrompida.

fiquei feliz c/ a preocupação dos articulistas do texto acima e de outros críticos ao exortar que devemos aprender a “ler nas entrelinhas”. vou dar uma mãozinha neste exercício saudável e valioso. em primeiro lugar, vamos lembrar que lenildo medeiros fez (ou faz?) parte do estafe de anthony garotinho. as traquinagens do molequinho evangélico podem receber vários adjetivos, porém não o epíteto “cristão”. é fácil entender pq muitos releases enviados no passado não foram objeto de matérias.

seria + honesto parar c/ esse blablablá loser que remete ao “complexo de vira-lata” apregoado pelo nelson rodrigues e assumir que não temos nenhuma preocupação c/ a transformação social do país. a despeito do discurso intermitente de gente boa falando s/ missão integral nos últimos anos, as lágrimas da sonia hernandes foram + eficientes. mesmo após as reportagens do jornal nacional, continuaremos circunscritos à nossa irrelevância no campo social, entre tantos outros.

“um cristão não vive em si mesmo, mas em cristo e no próximo; caso contrário, ele não é cristão”, advertiu martinho lutero. sob esse critério, transformamos as boas novas em preceitos religiosos e jesus em mero pretexto p/ impor ao país a “moral” cristã. basta conferir a “agenda” que tem sido trombeteada.

enquanto os vira-latas ladram (sem trocadilho), a caravana das oportunidades passa. até quando?

ps.: aguardemos os protestos da comunidade judaica por conta da matéria de capa da veja sp. se a editora abril fez isso, deve existir algum objetivo sub-reptício. 😛

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Por que a Globo está divulgando série de reportagens positivas sobre os evangélicos?

Deixe o seu comentário