O marketing muda e o ensino não acompanha

Uma das grandes dificuldades do mercado de serviços de marketing de hoje é a falta de profissionais especializados. Não os especializados em marketing, como disciplina global, mas nas suas cada vez mais diversificadas variações e derivações. Apesar da grande oferta de cursos de graduação, pós-graduação e especialização na área de comunicação e marketing, as áreas mais focadas são publicidade e propaganda, em detrimento das disciplinas com maior carência.

Em pesquisa realizada por um profissional da área, apresentada em recente encontro da Ampro, identificou-se que há 443 cursos superiores de publicidade e propaganda, 341 de jornalismo, 131 de RP e, aparentemente, apenas um de marketing promocional. A busca por cursos de formação em comunicação continua alta, mas, talvez pela falta de orientação ou mesmo pelo formato das grades curriculares das escolas, os jovens têm a expectativa de trabalhar em criação (a maioria) ou em áreas típicas de agências tradicionais de propaganda.

As múltiplas e crescentes variações do marketing acabam dependendo de um esforço de treinamento on-the-job, colocando sobre as costas de agências especializadas o ônus da formação de novos profissionais. E são muitas as derivações do marketing: Trade Marketing, Marketing Promocional, Marketing Esportivo, Marketing Cultural, Marketing de Incentivo, Marketing Social, Green Marketing, Marketing Direto, Web Marketing, Mobile Marketing, Marketing de Atitude, Content Marketing e vem mais por aí…

Algumas dessas modalidades são impactadas por leis restritivas (como é o caso do marketing promocional, no tocante às promoções com prêmios) ou de incentivo (cultura, esporte); outras têm características muito próprias, que exigem conhecimento bastante especializado e até certificações.

Só no universo de internet e tecnologia, por exemplo, a demanda passa por profissionais capazes de gerir campanhas de links patrocinados (faltam Google certifieds), por outros, capazes de conceber e administrar ações em redes sociais, e-mail marketing e até por aqueles especializados na confecção e administração de sites, hotsites, blogs e afins. Leia +.

Alexis Thuller Pagliarini, no Propaganda & Marketing.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for O marketing muda e o ensino não acompanha

Deixe o seu comentário