Jornalista(s) desempregado(s) (243)

Erro de digitação, erro tipográfico, isso é coisa que sempre aconteceu em imprensa. Já houve pelo menos dois jornais que tiveram de recolher parte da edição, por erro tipográfico muito visível, em tempos mais pudicos: um, quando se referia em manchete de página ao Marechal da Vitória, Paulo Machado de Carvalho; outro, num anúncio de página inteira de Colchões de Mola. Esses erros é que deram a uma rua no Rio de Janeiro o apelido de “Quase-quase”: a rua Bulhões de Carvalho, em Copacabana.

Erro de digitação acontece. Normalmente não se leva muito a sério. Mas por estes dias houve dois muito engraçados, que merecem registro:

** “Tensão entre as Correias”

Era “Coréias” – vai com acento, mesmo, porque Coreia fica muito esquisito.

** “Em Minas Gerais, dois himens foram assassinados”

Tadinhos!

Carlos Brickmann, no Observatório da Imprensa.

rua “quase-quase” foi tão bom qto o “tadinhos” p/ os “himens”. =)

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Jornalista(s) desempregado(s) (243)

Deixe o seu comentário