A maçã

Fui procurado dias desses por D.ª Conceição, assídua fiel dos cultos de domingo e mãe de três filhos, o mais velho dos quais já não via há algum tempo. Procurava-me justamente por conta desse. Segundo ela, o Lucas (o filho mais velho) estava indo por um mau caminho, e já não sabendo o que fazer procurou a minha pessoa em busca de orientação.

Ocorre que o Lucas, já em seus vinte e poucos anos, não mais queria saber da mãe ou da família. Havia arranjado um bom emprego em uma empresa local, se mudado para uma casa em uma região boa da cidade e aparentava estar vivendo bem. Porém, por trás do aparente sucesso, D.ª Conceição disse que Lucas colecionava dívidas e mais dívidas, sendo necessário ajudá-lo financeiramente todos os meses, algo que se tornava cada vez mais difícil tendo em vista que também era necessário cuidar dos dois outros filhos.
Apesar das dívidas, Lucas sempre andava bem vestido e com todos os aparelhos eletrônicos da moda. Qual era então a explicação para tamanho infortúnio? Perguntei então, qual era a última vez que havia falado com Lucas. Ela disse que havia sido na última sexta-feira, e que o mesmo havia lhe pedido dinheiro para comprar um celular novo. Ela respondeu que ele havia acabado de comprar um celular novo há coisa de dois, três meses, e que não havia motivo para ele trocar de celular novamente. Irritado, Lucas então desligou o telefone. Indaguei então sobre a marca do aparelho. Do limitado conhecimento de D.ª Conceição, que o descreveu como um aparelho “inglês ou francês”, constatei que era da marca “Apple”, após ela descrever o logotipo, que era de uma maçã faltando um pedaço.
Foi aí, então, que tudo começou a ficar mais claro para nós. A maçã, como bem sabem, foi o fruto do pecado original. Assim diz Gênesis 3:3: “Mas do fruto da árvore que está no meio do jardim, disse Deus: Não comereis dele, nem nele tocareis para que não morrais.”. Comendo então do fruto proibido, instigados pela serpente, Adão e Eva foram expulsos do Paraíso. Certamente o leitor reconhecerá a referência no logotipo do celular em questão, que reproduzo abaixo:
O fato de um pedaço estar faltando é evidência irrefutável que trata-se de uma referência ao pecado original. O que muita gente infelizmente não sabe, seja por ignorância, ou seja por obra do Satanás, é que a empresa em questão foi fundada às escondidas em 1945 por uma seita satânica nos Estados Unidos, mas apenas em 1976 se tornou pública, sendo assumida por Steve Jobs (Esteves Trabalho) . Para conseguir poder econômico, lançam produtos eletrônicos consagrados ao Satanás com a referência à maçã do pecado. Assim, ao comprar um produto dessa empresa, é como se o comprador estivesse cometendo o mesmo pecado de Adão e Eva, ofendendo o Senhor Jesus Cristo, distanciando-se do paraíso e resignando-se a uma vida de eterno sofrimento. “E a Adão disse: Porquanto deste ouvidos à voz de tua mulher, e comeste da árvore de que te ordenei, dizendo: Não comerás dela, maldita é a terra por causa de ti; com dor comerás dela todos os dias da tua vida.” (Gênesis 3:17).
Mais preocupante de tudo é o mal é tão suplantado que a pessoa se vicia nos produtos da tal forma a ponto de nunca estar satisfeita com o que tem e sempre precisar comprar os últimos lançamentos (que não são nada baratos, por sinal), chegando até mesmo a se endividar para sustentar o vício, como de fato foi o caso com Lucas. iPods, iPhones, iMacs, iXboxs. A letra ‘i’, abreviatura de Inferno.
“Sejam vossos costumes sem avareza, contentando-vos com o que tendes; porque ele disse: Não te deixarei, nem te desampararei.” (Hebreus 13:5) Sendo assim, aconselhei D.ª Conceição a se livrar de todos os produtos da marca possuídos por Lucas, além de não fornecer mais dinheiro algum para compra dos mesmos. Ofereci-me para tratar dos aparelhos pessoalmente, visto que ela não conhecia ninguém para fazer o trabalho e que trata-se de artefatos perigosos. Também recomendei trazer o Lucas urgentemente para que possamos proceder com o descarrego.
Que o exemplo sirva de alerta aos caros leitores do blog. Caso possuam aparelhos da tal marca, ou conheçam algum parente ou amigo que os tenham, livrem-se deles imediatamente e os informem sobre a natureza deles e dessa empresa demoníaca. “Sabei que o SENHOR é Deus; foi ele que nos fez, e não nós a nós mesmos; somos povo seu e ovelhas do seu pasto.” (Salmos 100:3)
dica da Letícia Ribeiro
recebi várias sugestões de posts desse site bem-humorado. yes, bem-humorado. o que não é nada engraçado é ver alguns crentes levando a sério e amaldiçoando quem escreveu os textos.
é fácil entender o porquê da raiva. ao mesmo tempo que são absurdos, os textos contêm traços fortes de verdade, chegando mesmo a confundir muitos leitores que julgam estar num blog “sério”. por exemplo, a “manipulação” dos textos bíblicos é bem semelhante a que alguns pregadores fazem p/ “embasar” suas mensagens.
feliz ou infelizmente, não é nada confortável olhar p/ o espelho qdo estamos fora de forma. já que não temos + o excelente “jesus me chicoteia”, vida longa ao blog. =)

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for A maçã

Deixe o seu comentário