Loja de Brinquedos, McDonald’s, Embraer – Dos Modelos Eclesiásticos

Que Deus está de volta todos nós sabemos; igualmente que Ele parece morar mais no hemisfério sul. E como as Igrejas novas do hemisfério sul se relacionam com as Igrejas velhas do hemisfério norte, nessa nova globalização eclesiástica?

Sabemos que as pessoas, quando crianças, naturalmente imitam seus pais. Quando crescem, guardam marcas familiares, mas desenvolvem a sua própria personalidade. É normal imitar papai e mamãe aos 10 anos; não é muito normal continuar a fazê-lo aos 40 anos…

Todo cantor, ou cantora, inicia sua carreira imitando o seu ídolo, ou ídola, Depois, amadurecem, e, mesmo mantendo influências de sua formação, desenvolvem um estilo próprio. O mesmo não acontece com os “covers”…

O Evangelho vem das velhas Igrejas com o seu conteúdo eterno e a sua roupagem cultural. O que se espera é que se mantenha o conteúdo, mas se atualize o guarda-roupa. Mas, nem sempre. Há uma diferença entre ortodoxia (conteúdo) e tradicionalismo (forma).

Certa vez, na então Missão do Amor Cristão, em Maceió, Alagoas, falei que eles deveriam ser gratos à Paróquia que os fundou, e guardar o seu bom legado, mas que deveriam desenvolver uma personalidade própria, encarnando a fé na alagoanidade. Para que fui falar! Depois do culto, um dos líderes, bastante aborrecido, verberou: “Nós não queremos nada disso que o senhor falou. O que nos queremos é ser uma cópia fiel da Paróquia que nos fundou (em outra cidade, e em outro Estado)”. Ao que respondi: “Então vocês vão ter que clonar o pastor e o rebanho”.

Um grupo estava trabalhando na formulação de uma pastoral familiar, quando chegou o projeto do Encontro de Casais com Cristo (ECC). O projeto anterior foi suspenso, e o ECC adotado. Um membro da Junta Paroquial e eu nos dirigimos ao Pároco, e propomos a criação de uma comissão, para adaptar o ECC ao modo de ser da nossa Paróquia e a nossa cultura regional. Vermelho de raiva, o Pároco reagiu: “E quem são vocês para terem a pretensão de aperfeiçoar um modelo perfeito e bem sucedido?”. Nos retiramos do gabinete, e não porque tivéssemos nada contra o ECC, ou os seus dirigentes, mas por uma concepção missiológica, nos recusamos a participar de qualquer pacote fechado, sacralizado, imutável, inaperfeiçoável.

Olhando para as Igrejas do hemisfério sul, descobrimos três modelos:

As Igrejas Lojas de Brinquedos: não projeta, não fabrica, apenas vende, para o público local, produtos importados (made in China, made in Malásia, etc.). Estarão sempre buscando as novidades, para atrair os seus fregueses;

As Igrejas McDonald’s: funcionam como uma franquia. Os funcionários podem ser morenos, falar português e receber em real, mas os produtos serão exatamente iguais à matriz. Até refrigerante só vende coca-cola, fanta e sprite, nem guaraná, mesmo estando no Brasil. Esse modelo se aplica, também, para missionários brasileiros no exterior: são morenos, mas tão originais quanto os vendedores da Amway…;

As Igrejas Embraer: podem importar ideias e componentes de vários lugares, mas fabricam aqui e aperfeiçoam aqui. Começaram com os “xavantes” e os “bandeirantes” (kombis voadoras…), para, depois, com o EMB, concorrer no mercado de aviões de médio porte com a franco-canadense Bombardier, e hoje, com o novo Embraer, apresentar o modelo maior, altamente competitivo.

Quando os irmãos Vieira Ferreira, maranhenses e ex-presbiterianos fundaram a primeira denominação nacional: a Igreja Evangélica Brasileira, ainda no século XIX, quando foi criada a Igreja Presbiteriana Independente (IPI), no início do seu século XX, ou quando o missionário Manoel de Melo – descolando da Assembleia de Deus e da Igreja do Evangelho Quadrangular – funda a Igreja Pentecostal “O Brasil para Cristo”, nos anos 1950, quando a Congregação Cristã no Brasil se descola da sua tríplice influência de origem (valdense, pentecostal, irmãos livres), quando a Assembleia de Deus mergulha na religiosidade popular do nordeste, se diferencia das suas mães suecas e norte-americanas, presenciamos o “modelo Embraer”.

Não seria esse modelo responsável pelo “Reavivamento do Leste da África”, nos anos 1930, pela fundação das igrejas nativistas como a Igreja Kimbanguista, ou pelo crescimento das igrejas coreanas, que chegam ao cenário cristão mundial com produtos próprios?

O Brasil tem recebido muito de Deus: natureza, liberdade, evangelho. O que lhe dá muita responsabilidade para o amadurecimento do Corpo de Cristo e para as missões mundiais. Mas, com o que estamos contribuindo para o enriquecimento do todo e para a renovação/atualização do eterno?

Tenho orado e trabalhado por esse amadurecimento, para o dia em que superaremos o modelo Loja de Brinquedos e o modelo McDonald’s, e entraremos no mercado, honrando ao Senhor, com um possante avião, por nós desenhado e pilotado!

Robinson Cavalcanti, bispo anglicano

Leia +

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Loja de Brinquedos, McDonald’s, Embraer – Dos Modelos Eclesiásticos

Deixe o seu comentário