Piada pronta

Com base em dois pareceres contratados pela Câmara dos Deputados por R$ 150 mil, o presidente Michel Temer (PMDB-SP) arquivou na semana passada investigação contra o deputado Fábio Faria (PMN-RN), que forneceu passagem aérea de sua cota para a ex-namorada, a apresentadora de TV Adriane Galisteu.

Os pareceres, revelados pelo site Congresso em Foco, foram pedidos para os professores da USP Clóvis de Barros Filho, de ética, e Manoel Gonçalves Ferreira Filho, de direito. Segundo Temer, os pareceres dizem que a conduta dos deputados no que ficou conhecido como “farra das passagens aéreas” foi correta.

Barros Filho, porém, afirmou à Folha que respondeu apenas a perguntas abstratas, sem referência direta nas questões ao episódio das passagens. “Meu parecer não conclui absolutamente nada sobre as passagens”, disse ele. Já Ferreira Filho disse ter concluído que a situação das passagens era “juridicamente correta”. Temer, que ainda não divulgou os pareceres, afirmou que os pediu para ter respaldo legal ao tomar decisões sobre o caso.

Os documentos devem ser utilizados como argumentos de defesa pelos deputados tanto em ações no Ministério Público como na comissão de sindicância que investiga o caso.
Ontem, a direção geral da Câmara decidiu prorrogar a existência da comissão de sindicância por mais 30 dias –ela foi instalada em 20 de abril. Mas suas conclusões já estão prontas, segundo a Folha apurou. Foram tomados os depoimentos de 42 pessoas.

A manobra deve jogar para depois do recesso a divulgação do resultado da investigação. Para postergar as conclusões, o argumento principal é que são necessários mais 30 dias para esperar os dados completos das companhias aéreas.

O relatório final deve confirmar que alguns gabinetes vendiam passagens pagas com dinheiro público para agências de viagem. A investigação tem o potencial de responsabilizar deputados de quase todos os partidos, o que tem gerado apreensão na Câmara.

Fonte: Folha Online

O “Excelentíssimo” sr. deputado Fábio Faria gastou R$ 21 mil em passagens aéreas com Adriane Galisteu, sua mãe, e alguns atores da Globo. Os pareceres contratados para concluir a “santidade” do deputado custaram R$ 150 mil. Façam as contas e concluirão que a tag “humor”, assim como a atitude do deputado, está correta.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Piada pronta

Deixe o seu comentário