Show de relevância (60)

Dois dos vereadores de São Paulo que mais gastaram em maio usaram quase 90% da verba de gabinete a que têm direito com envio de correspondências, segundo dados divulgados na prestação de contas do site da Câmara de Vereadores da cidade.

Dalton Silvano (PSDB), o vereador que mais gastou no mês, de um total de R$ 15.116,48, usou R$ 13.488,30 com “despesas de correio”. Isso representa 89% dos gastos de Silvano no mês. Marta Costa (DEM), proporcionalmente, gastou quase o mesmo com a rubrica, 88% – de R$ 13.923,78, o correio consumiu R$ 12.306,85.

O envio de uma carta simples (até 20 g) custa R$ 1. O de um materiais impressos (como folhetos), no máximo R$ 0,65 a unidade. Nos dois casos, o prazo de entrega é de 3 a 5 dias, segundo os Correios.

Além do envio de correspondência, os dois vereadores gastaram significativamente com o aluguel do carro disponibilizado pela Câmara: R$ 1.616,93 por mês para cada parlamentar.

O total de gastos do vereador no período pode ser maior. Os números apresentados nesta reportagem são relativos ao fechamento realizado pela Câmara até sexta-feira (3). Os parlamentares ainda podem apresentar novos gastos, desde que devidamente comprovados.

O limite de gastos por mês de cada um dos 55 vereadores de São Paulo é de R$ 14.859,38, mas o parlamentar pode ultrapassá-lo caso, nos meses anteriores, não tenha atingido o teto.

De janeiro a maio, os gastos de Marta Costa ficaram muito perto deste teto, totalizando R$ 73.143,03 – ou seja, uma média de R$ 14.628,61 por mês.

fonte: UOL

o único item importante na biografia da nova “rainha das epístolas” é o fato de ela ser filha do quase eterno líder da Assembleia de Deus, José Wellington.

Marta Costa disse ao Leão que “não tem bens a declarar” e teve índice de relevância de apenas 10%. uma mulé bíblica, como todos podem ver…

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Show de relevância (60)

Deixe o seu comentário