Homenzinhos são de Marte (129)

A mulher recebe o amante em casa enquanto o marido trabalha. Seu filho de nove anos chega da escola mais cedo, vê os dois juntos e se esconde no armário do quarto para espiar.

O marido também volta para casa inesperadamente e a mulher resolve esconder o amante no armário, sem perceber que o filho já estava lá.

O menininho diz:

– Tá escuro aqui…

O amante responde

– É… Tá mesmo…

– Eu tenho uma bola de beisebol

– Legal…

– Quer comprar?

– Não, obrigado…

– Meu pai tá lá fora..

– Ok, quanto?

– Duzentos reais…

Algumas semanas depois, lá estão o garoto e o amante presos no armário novamente.

Menino:

– Tá escuro aqui.

Amante:

– É… Tá mesmo…

– Eu tenho uma luva de beisebol.

O amante, se lembrando da última vez, pergunta ao garoto:

– Quanto é?

– Setecentos reais.

– Feito!

Dias depois, o pai diz ao garoto, pegue a sua luva e a sua bola de beisebol, vamos lá no quintal para eu te ensinar como se joga. O menino responde: “não posso, vendi a luva e a bola…”

O pai pergunta: “por quanto você vendeu?”

“Novecentos reais”, responde o menino.

O pai, horrorizado, diz ao menino que isso não se faz, cobrar tanto de seus amiguinhos por coisas que custam barato e leva o filho à igreja para que se confesse com o padre.

Chegando lá, o pai leva o menino ao confessionário e fecha a porta.

O menino diz:

– Tá escuro aqui…

O padre responde:

– Nem vem! Eu não vou comprar mais porra nenhuma!!!

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Homenzinhos são de Marte (129)

Deixe o seu comentário