Um dia na Expomamom

Eu pensei que não iria, mas acabei indo na Expocristã em São Paulo. Mas fui com uma intenção: a de fazer uma espécie de protesto silencioso contra os líderes e igrejas que estão comercializando com o Evangelho, e para isso usei o assunto que está bastante em evidência: a profetada do Pr. Morris Cerullo em benefício do Pr. Silas Malafaia. Fui na Rua Bresser e mandei fazer uma camiseta para tão importante ocasião:

Imagem0063Imagem0065

Por volta das 10:30h adentrei o saguão do Expo Center Norte, local do evento. Milagrosamente não havia filas! Lembro-me das outras vezes em que fui à Expocristã, a última há 2 anos atrás: sempre tive que enfrentar filas quilométricas, horas do lado de fora em pé e outras horas caminhando, um passeio de índio. Depois vi que até a tarde não havia filas, sinal de que caiu bastante o número de visitantes, talvez cansados com o claro comércio das coisas de Deus.

Uma vez lá dentro, comecei a andar vagarosamente, já que meu intuito era de que o máximo possível de pessoas tivesse curiosidade em decifrar os escritos em minha camiseta. A primeira pessoa a fazer isso fez-me uma cara de ódio-com-desprezo: era um rapaz que estava entregando a revista Consumidor Cristão, uma espécie de catálogo de compras gospel, cuja publicação está a cargo da EBF Eventos, a mesma empresa que organiza a Expocristã. Embora eu tenha recebido outros olhares assim no decorrer do dia, a grande maioria foram de olhares de aprovação, sendo que algumas pessoas se aproximaram e puxaram assunto, curiosas com o “protesto”. A grande maioria, diga-se de passagem, estarrecida com o que os pastores da prosperidade estão fazendo com a Igreja de Cristo. Leia +.

fonte: Uma estrangeira no mundo

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Um dia na Expomamom

Deixe o seu comentário