Marina, você já é bonita com o que Deus lhe deu (5)

“A Amazônia não é um santuário inviolável”, diz Marina Silva

A ex-ministra do Meio Ambiente do Brasil (2003-2008) abandonou o Partido dos Trabalhadores (PT) porque o presidente Lula da Silva não apoiava suas “medidas drásticas” contra o desmatamento da Amazônia.

Marina Silva tem uma imagem frágil, que sua biografia desmente. Nascida há 51 anos em uma família muito pobre de seringueiros, trabalhou desde menina no campo como empregada e foi analfabeta até os 15 anos. Aprendeu a ler em um convento, antes de se dedicar ao sindicalismo e se transformar em estreita colaboradora do legendário ecologista Chico Mendes. Acabou se doutorando em história da arte. Casada, tem quatro filhos (de 21 a 10 anos). Silva passou por uma longa trajetória política no PT sem perder força na defesa de suas ideias e sem que ninguém jamais a tenha acusado de corrupção. Seu desembarque há um mês no Partido Verde, de onde provavelmente disputará a presidência do país, causou um terremoto político.

Em seu austero escritório no Senado, Marina Silva esforça-se para não fazer o menor ataque contra Lula. Inclusive responde com brincadeiras à acusação do presidente de que sua campanha será um “samba de uma nota só”. “Ele está sendo generoso, porque me dá um dos lemas de sua própria campanha, que foi, essa sim, de uma nota só: ‘Lula-lá'”, ri. No entanto, a senadora toma cuidado para referir-se sempre ao progresso do Brasil como “um processo dos últimos 16 anos”, isto é, que começa com Fernando Henrique Cardoso e não com Lula. Leia +.

fonte: El País [via UOL]
tradução: Luiz Roberto Mendes Gonçalves

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Marina, você já é bonita com o que Deus lhe deu (5)

Deixe o seu comentário