Momento escatológico (31)

Treinos todos os dias, em dois períodos, alimentação balanceada, trabalho psicológico. A preparação de um atleta de luta, em geral, é das mais severas e desgastantes. No entanto, existem aqueles que não se satisfazem, procuram algo a mais para estarem à frente de seus rivais. Dois campeões, um do vale-tudo e outro do boxe, têm causado polêmica no esporte por fazerem uso de uma prática milenar mas pouco convencional para melhorarem seus desempenhos: a urinoterapia.

Como o próprio nome diz, a urinoterapia “é a prática de se beber a própria urina, com objetivos médicos ou estéticos”. É o caso de lutadores como o brasileiro Lyoto Machida, campeão dos meio-pesados do UFC, e Juan Manuel Márquez, mexicano que chegou a deter cinturões mundiais de boxe por dois pesos (no vídeo acima).

Opinião de especialista

Mas, afinal, beber a própria urina pode trazer benefícios à saúde? Segundo o fisiologista Turíbio Leite de Barros, que trabalha com o time de futebol do São Paulo, não há motivos para acreditar nisso.

“Desconheço totalmente qualquer indicação e qualquer benefício disso. É anti-fisiológico, porque o organismo elimina o que não lhe serve, e a urina é o nosso principal produto de excreção. Além de não trazer benefício, podemos pressupor até que cause prejuízo”, afirmou o fisiologista.

Do lado contrário, há os que defendam que o uso deste tipo de terapia vem de longa data, com os mais variados objetivos, sendo que o principal seria o de “limpar o corpo” internamente. Povos como os japoneses, indianos e romanos têm registros de uso de urina por motivos estéticos e de saúde e até passagem bíblica é citada para defender a causa por parte de alguns praticantes que interpretam a passagem desta forma (Provérbios 5,15-19).

Recentemente, relatos dão conta de que a urina teria sido usada para curar alguns tipos de câncer, entre outros usos, como na cicatrização, tratamento de queimaduras e até rejuvenescimento da pele. Outras celebridades que admitiram uso foram o norte-americano Adam Paolino, campeão olímpico do taekwondo, o lutador de vale-tudo Luke Cummo, o jogador de beisebol Moisés Alou e até a cantora Madonna, para supostamente curar pés de atleta.

fonte: UOL Esporte
dica do Dener Oliveira

pronto. taê a exegese do mijo santo… rezemos p/ que ninguém da quadrilha da fé leia este post e adote a ideia.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Momento escatológico (31)

Deixe o seu comentário