Sonho de um sonho

Quem quer sair na contramão da pressa
e num suspiro desacelerar;
fechar os olhos, descobrir o olhar
e decolar pra onde o Amor começa?…

Silenciosamente,
doce docemente,
a semente adormecer…
Silenciosamente,
pura e simplesmente,
broto em flor amanhecer…

Sentir sumir aquele chão miúdo,
deixar o peito renovar o ar;
na luz do azul nascente se deitar
e despertar aonde o Amor é tudo?…

Silenciosamente,
doce docemente,
doce fruto florescer…
Silenciosamente,
pura e simplesmente,
berço de semente ser…

Suavemente a solidão termina
quando a ternura chega devagar
e inspira sonhos, sonhos de acordar…
Pra que fugir de onde o Amor germina
e sufocar a planta pequenina
e a oração jamais desabrochar?…

Silenciosamente,
doce docemente,
a semente adormecer…
Silenciosamente,
pura e simplesmente,
a semente adormecer…

Pra que fugir de onde o Amor germina?

Wolodymir Boruszewski [Wolô]

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Sonho de um sonho

Deixe o seu comentário