Eu te tolero, tu me toleras, nós nos toleramos

Conviver com a diferença inclui a liberdade religiosa. A nossa e a dos outros. Não devemos reprimir ou discriminar qualquer minoria (ou maioria) religiosa. Trata-se de uma questão de princípios: aprendemos com os primeiros batistas da história, no século 17 inglês, que religião é uma questão de foro íntimo, entre o crente (ou descrente) e Deus. Não reprimir ou discriminar é também uma questão de inteligência: quando restringimos a liberdade do outro, estamos autorizando que suprimam a nossa também.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Eu te tolero, tu me toleras, nós nos toleramos

Deixe o seu comentário