Orgulho gordo

Intelectuais americanos defendem “orgulho de ser gordo”

Um grupo de escritores, intelectuais, médicos e cientistas reivindica, nos EUA, o “orgulho gordo”. De acordo cum uma reportagem publicada pelo jornal espanhol El País, nesta segunda-feira, o grupo se reúne na internet e em simpósios universitários para “dizer que sim, que estão gordos. E que não importa. Que se pode ser gordo e feliz”.

De acordo com o jornal, 300 milhões de pessoas no mundo – um quarto delas nos EUA – são consideradas clinicamente obesas. Os cientistas calculam que em 10 anos os obesos serão 100 milhões nos EUA.

“Estou orgulhosa de ser gorda”, disse a escritora Marilyn Wann, que pesa 129 quilos. “Durante muitos anos foi considrado um insulto, mais irritante do que qualquer palavra. Pois bem, eu considero uma palavra natural. A obesidade é um termo clínico. Eu quero que me chamem de gorda. Eu sou gorda”, disse.

Wann é autora de um livro e uma lista de discussão chamados Fat! So? (Gordo! Então?, em tradução livre). Ela defende que a má imagem dos gordos nos EUA é comparável ao racismo e homofobia.

fonte: Terra

ps1: será que precisaremos ter por aqui leis p/ combater a “gordofobia”? que tal a “marcha do orgulho gordo”?

ps2: que tal o cristo obeso? =)

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Orgulho gordo

Deixe o seu comentário