“Vou sentar do lado seu…”

Kyle, Meera e Owen, filhos de  Heather e Braydon Johnson

Kyle, Meera e Owen, filhos de Heather e Braydon Johnson.


“Acaso andarão dois juntos, se não estiverem de acordo?”
Livro de Amós , capítulo 3, verso 3

Antes do jantar, Valéria, 2 anos, apontando para si mesma, instruiu vagarosamente a avó:

– Vovó, eu vou sentar do lado seu…

E continuou:

– …e você senta do lado meu!

A redundância foi uma graça. Totalmente permissível para a idade. Mas Valéria foi além da gracinha. Será que ela entendeu que para estar ao lado da avó na refeição, era importante que ambas quisessem estar uma ao lado da outra? É como se dissesse: “Eu quero ficar ao seu lado e gostaria que você também quisesse estar do meu lado.” Algo como troca, reciprocidade, a comum intenção.

A isso os empresários chamam de alinhamento; os políticos, convergência; os filósofos, bem comum; e os religiosos, comunhão.

Em família chamamos isso de amor. Sem amor não se caminha nem se faz planos juntos. Sem amor espontâneo, recíproco e incondicional não se chega a lugar algum, nem se divide a mesa e o pão.

Helena Beatriz Pacitti, no Timilique!.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for “Vou sentar do lado seu…”

Deixe o seu comentário