Presépio de legumes tem Jesus de cenoura e couve

A representação gerou o protesto de pelo menos uma visitante, que considerou a cenoura ‘ofensiva’

A fazenda Tulleys Farm, em Sussex, sudeste da Inglaterra, montou um presépio em sua loja de produtos agrícolas, onde o menino Jesus é representado por uma cenoura com uma couve de Bruxelas formando sua cabeça.

José e Maria têm cabeças de cebola e os reis magos e pastores também são feitos de frutas e legumes. Os carneiros são pequenas flores de couve-flor. As doações arrecadadas com o presépio serão destinadas à paróquia local.

O Jesus de cenoura foi considerado “ofensivo” por uma visitante, que disse a um jornal londrino que a figura deveria ser substituída. “Tudo menos uma cenoura”, teria dito a visitante.

Mas a paróquia local de Turners Hill aprovou o presépio afirmando que é natural que uma fazenda use os produtos de sua terra para representar a cena do nascimento de Jesus.

O reverendo Gordon Parry, da igreja de St. Leonards, disse: “Há muito tempo Tulleys Farm está associada à igreja local e vem apoiando St. Leonards. Também é possível entender que alguém seja sensível à questão”.

“Mas a Tulleys Farm está meramente mostrando o presépio no contexto de seu negócio. Parece apropriado que eles usem o que cristãos veriam como presentes de Deus – ou seja, legumes – para criar um símbolo do maior presente de Deus – isto é, seu filho Jesus Cristo.” O dono da fazenda, Stuart Beare, disse que sente muito pela ofensa causada.

“Há muito tempo não queríamos que no Natal tudo girasse em torno de vendas e queríamos trazer uma mensagem da fazenda da melhor forma que conhecemos.” “Todas as doações para o presépio vão ser revertidas para a manutenção da igreja St. Leonards em Turners Hill. Apesar das críticas, a reação dos adultos e crianças tem sido extremamente positiva”, disse ele.

Veja + fotos
fonte: BBC

tudo menos uma cenoura? #euri

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Presépio de legumes tem Jesus de cenoura e couve

Deixe o seu comentário