Uma nova espiritualidade

O episódio ocorrido com o Papa na Missa do Galo está relacionado às profecias de Joaquim Fiore, que nasceu em 1132 e morreu em 1202, na Calábria, Itália. Foi filósofo, abade e defensor da Era do Espírito Santo. Suas ideias influenciaram os gnósticos, cátaros, templários etc., e suas profecias foram divididas em Três Idades, na qual a Primeira simbolizaria o Antigo Testamento, a Segunda, o Novo Testamento e a Terceira Idade se iniciaria em 2010.

Segundo ele, a humanidade caiu por causa do pecado de Adão e Eva e a Terceira Idade ou Era do Espírito Santo seria marcada por uma queda, provocada por uma mulher cuja crise abalaria a Igreja Romana, que seria substituída progressivamente por outro tipo de religiosidade, de caráter mais igualitário, associado ao sentimento de solidariedade e que não mais seria necessário uma estrutura institucional para que fiéis orassem ao Pai Celestial.

Além disso, Fiore explicou que todos teriam acesso ao conhecimento e à verdade dos fatos; a espiritualidade ficaria unida ao intelecto obtendo a capacidade de compreender os mistérios contidos no universo. Também constam nos seus estudos temas como o Anticristo, o aumento da desordem, entre outros, porém, ele explica que Deus não abandonaria a humanidade, já que tudo isso faz parte de um plano divino para a salvação – para que esta seja repleta de conhecimento e sabedoria.

Fiore combatia a riqueza material da Igreja, que não condizia com as idéias de Cristo; por isso, em 1256 sua obra foi considera herética. Seus seguidores foram perseguidos e se refugiaram no Açores. Posteriormente foram denominados franciscanos espiritualistas com a missão de transmitir as crenças e ritos do Espírito Santo.

Fonte: VIDA E ESTILO

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Uma nova espiritualidade

Deixe o seu comentário