Cazuza

Benett, na Gazeta do Povo.

Exagerado

Paixão cruel desenfreada
Te trago mil rosas roubadas
Pra desculpar minhas mentiras
Minhas mancadas

Exagerado

Eu sou mesmo exagerado

E por você eu largo tudo
Vou mendigar, roubar, matar
Até nas coisas mais banais
Prá mim é tudo ou nunca mais

Exagerado

Eu sou mesmo exagerado

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Cazuza

Deixe o seu comentário