Um ateu canta no coro da igreja

Brian Eno, que não crê em Deus, disse:

“Faço parte de um coral gospel. Sabem que sou ateu, mas são muito tolerantes. Em última análise, a mensagem da música gospel é a de que tudo vai ficar bem.

Se você ouvir milhões de discos gospel — eu ouvi — e tentar destilar o que existe de comum a todos eles, é essa sensação de que podemos triunfar de alguma maneira.
Também envolve a perda do ego, dizendo que se pode vencer ou superar as coisas abrindo mão do individualismo e se tornar parte de algo melhor.
Ambas as mensagens são completamente universais e pouco se relacionam à religião ou a uma dada religião. Relacionam-se a atitudes humanas básicas, e você pode ter essa atitude, e portanto cantar gospel, mesmo que não seja religioso”.

Brian Eno, 61 anos, é o produtor que revolucionou a chamada música pop nos anos 70 do século passado.

Brian captou parte do Evangelho.

E por que captou só parte do Evangelho?

A ( ) O ateísmo de Brian Eno o impede de ver TODO o Evangelho.

B ( ) Os evangélicos só mostram PARTE do Evangelho.

Mas: um Evangelho parcial ainda é Evangelho?

Israel Belo Azevedo, no Prazer da Palavra.

Trago em minha mente uma entrevista de uma famosa cantora norte-americana que afirmou que a única diferença entre a música gospel e a música do mundo é o uso da palavra “Jesus” onde costumeiramente se colocaria a palavra ‘você’ e vice-versa. Para quem desejar tirar a prova dos nove, sugiro começar por uma canção que fez muito sucesso no arraial evangélico em anos recentes entitulada ‘Você é dez, mais que dez’ e que foi cantada pela banda Gerd, pela banda Tempero do Mundo do senador evangélico Magno Malta, entre tantos outros.

Serviço: Letra – No YOUTUBE

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Um ateu canta no coro da igreja

Deixe o seu comentário