Sou contra a militância contra o PL122

O Projeto de Lei 122/2006 tem sido a plataforma para o confronto entre evangélicos e homossexuais. O projeto de Lei protege homossexuais, entre outras coisas, contra a discriminação. Esse item é o que deixa muitos lideres evangélicos e seus rebanhos atemorizados, pois segundo suas compreensões, não poderiam mais se posicionar contra o homossexualismo.

As próximas linhas são alguns posts meus (recentes) no twitter sobre o tema:

Estou abestalhado no como os “crentes” continuam militando pelos “seus direitos”. A MILITÂNCIA contra a PL122/2006 é contrária ao evangelho

Não encontro nos evangelhos nada que justifica essa militância.

Se essa militância fosse de fato parte de nosso papel como cristãos teriamos visto uma postura semelhante em Cristo e em seus discípulos.

Nossa militancia deve ser uma militância de postura ética, uma postura não confrontadora, mas sim uma postura de contraste.

Uma postura de contraste mas ao mesmo tempo ética. Uma postura definida pelo Amor.

Esses evangélicos que se sentem amedrontados pela PL122 e demonstram isso por meio da oposição militante evidenciam sua falta de fé.

A postura adotada por alguns evangélicos com relação a PL122 não deve ser compreendida como sendo algo generalizada.

Eu acredito que, como cristãos, temos o dever de mostrar ao mundo nossos principios e valores não a forceps, mas através do diálogo.

Diogo Siebra Bochio, no Facebook.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Sou contra a militância contra o PL122

Deixe o seu comentário