Após temporal, prefeito carioca renova convênio com médium da Fundação Cacique Cobra Coral

Quatro dias após o violento temporal que atingiu a cidade , o prefeito Eduardo Paes renovou na tarde desta terça-feira o convênio com a Fundação Cacique Cobra Coral, que presta assistência técnico-científica gratuita para o município em questões climáticas. O convênio, mantido com a subsecretaria de Águas (Rio-Águas), havia expirado no dia 28 de fevereiro. A cerimônia de renovação da parceria ocorreu em uma audiência com a médium Adelaide Scritori com Paes na sede da prefeitura, no Centro Administrativo da Cidade Nova.

– Infelizmente, a Fundação não foi acionada no forte temporal de sábado passado no Rio. O convênio com a prefeitura estava à espera de renovação mas temos um acordo em vigor com o governo do Estado. Mas a Defesa Civil do Estado também não nos alertou – disse Osmar Santos, porta-voz da Fundação Cacique Cobra Coral.

A médium Adelaide Scritori afirma incorporar o espírito do Cacique Cobra Coral, entidade capaz de influenciar no tempo. No passado, esse espírito já teria reencarnado como Galileu Galilei e como Abraham Licoln.

Osmar Santos acrescentou que, no encontro com o prefeito, a médium cobrou do prefeito medidas para conter os efeitos de chuvas fortes na cidade. Segundo Osmar, ela citou reportagem do GLOBO que com base em informações do Tribunal de Contas do Município, mostrou que os contratos de limpeza de rios chegaram a ficar 13 meses paralisados entre 2008 e o segundo semestre de 2009. . Paes teria se comprometido a verificar o que ocorreu.

– Nossa preocupação não é apenas com março. Para nós, o período chuvoso de verão vai até o dia 17 de maio – disse Osmar.

O prefeito pediu um relatório detalhado à Rio Águas sobre a limpeza e a dragagem de rios na cidade. Nas chuvas do último fim de semana, bairros nas proximidades desses rios alagaram. Segundo o prefeito, a Rio Águas informou que todos esses rios foram limpos até o segundo semestre.

– Recursos para isso existiam. O importante é que essa limpeza tenha sido feita antes do verão, e isso deve estar apontado no relatório da Rio Águas – afirmou Paes.

fonte: O Globo

em homenagem ao retorno da hebe, “que gracinha, hein!”. só falta agora o alcaide pagar p/ bandas e cantores gospel deixarem de fora do repertório músicas [sic] que pedem o derramar e o chover [sic2] divino.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Após temporal, prefeito carioca renova convênio com médium da Fundação Cacique Cobra Coral

Deixe o seu comentário