Paquita diz que é melhor a criança morrer de fome do que ser adotada por casal gay

A GLAAD (Gay & Lesbian Alliance Against Defamation), grupo norte-americano que luta pela boa imagem da comunidade LGBT na mídia, exige que a cantora mexicana Paquita La del Barrio se desculpe pelos comentários homofóbicos proferidos no último sábado, 13 de março.

Questionada por jornalistas sobre a nova lei que permite o casamento e a adoção de crianças por casais homossexuais na Cidade do México, Paquita afirmou que, para ela, era melhor que uma criança morresse de fome a ser adotado por pais gays. E acrescentou, justificando, que a criança não saberia a quem chamar de pai e a quem chamar de mãe.

Apresentadores do programa de TV Levántate, da Telemundo dos Estados Unidos, também acreditam que a cantora deveria pedir desculpas pelas declarações. Um dos apresentadores salientou que faltou sensibilidade à cantora já que “a cada ano, em diferentes países, muitas crianças morrem de fome”.

O programa debateu as afirmações de Paquita contando com a ajuda de psicólogos convidados. Todos ressaltaram que casais gays são tão capazes de prover amor e carinho como qualquer outro.

Fonte: G Online

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Paquita diz que é melhor a criança morrer de fome do que ser adotada por casal gay

Deixe o seu comentário