É chegada a absolvição do Movimento Gospel bárbaro e ou pseudo elitizado

Há necessidade de falar aqui dos que professam as belas artes? O amor próprio é tão natural a todos que talvez não haja um só que não preferisse ceder seu pequeno patrimônio do que sua reputação de homem de gênio. Tais são, sobretudo, os atores, os músicos, os oradores (ditadores, “evangelizadores” estrategicamente sádicos) e os poetas. Quanto menos talento possuem, maior seu orgulho, sua vaidade, sua arrogância.

Todos esses loucos encontram, porém, outros loucos que os aplaudem; pois, quanto mais uma coisa é contrária ao bom senso, mais ela atrai admiradores; o que há de pior é sempre o que agrada a maioria; e nada mais natural, posto que, como já vos disse, a maior parte dos homens são loucos.

Ora, como os artistas mais ignorantes estão sempre satisfeitos consigo mesmos e gozam da admiração da maioria, eles procederiam mal se fizessem um esforço infinito para adquirir verdadeiros talentos, que afinal, apenas serviriam para fazer dissipar a idéia vantajosa que possuem do próprio mérito, para torná-los mais modestos e para diminuir em muito o número de seus admiradores.

Erasmo, em Elogio da loucura.

fonte: blog do Miguel Garcia

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for É chegada a absolvição do Movimento Gospel bárbaro e ou pseudo elitizado

Deixe o seu comentário