Propaganda é a arma do negócio

Uma moça da roça chamada Luzia foi convidada para participar de um casamento caipira e teria que usar vestido, coisa que ela não usava, pois andava só de calças compridas e sem a calcinha.

Como ela não tinha calcinha, pegou um saco vazio que era usado no sítio e dirigiu-se a máquina de costura e fez uma linda calcinha.

No dia do casamento caipira Luzia vestiu a calcinha que por sinal caiu muito bem. Como estava acostumada somente a usar calças sentou-se em um dos bancos bem a vontade com as pernas abertas.

Mas na sua frente estava sentado o Tião um caipira que gostava dela e não tirava os olhos de suas pernas.

Passado algumas horas ela já não aguentava o assédio do Tião que não conseguia disfarçar e ficava olhando sua calcinha.

– Irritada perguntou… o que foi seu caipira, nunca viu uma calcinha?

– O caipira com um sorriso irônico e maroto respondeu:

– Óia moça, vê carcinha eu já vi, mas escrito “ração pra pinto”, é a primeira veiz.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Propaganda é a arma do negócio

Deixe o seu comentário