Laudo de sexologia forense

Certa vez, numa cidade no interior do Piauí, um delegado que atendia e registrava a queixa de uma moça que se dizia deflorada pelo namorado – na ausência de médico na cidade – pediu um laudo por escrito a uma parteira afamada na região para anexar ao processo.

Eis o que se deu:

“Eu , Maria Francisca da Conceição, parteira mó do destrito de Piracuruca, estado do Piauí, declaro para o bem do meu ofício que, examinando os baixos fuditórios de Maria das Mercedes, constatei manchas roxas na altura da crica, que pra mim ou foi supapo de peia ou cabeçada de pica.”

Ass. Chiquinha Parteira.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Laudo de sexologia forense

Deixe o seu comentário