#calabocadatena

Jornalista da Band desrespeita ateus e revolta telespectadores

José Luiz Datena cometeu uma gafe durante a apresentação do seu “Brasil Urgente” desta terça-feira, 27. Após afirmar ser a favor da “pena de morte” no Brasil, o jornalista da BAND, em mais um de seus “pitis” sensacionalistas, associou os ateus e a descrença em Deus a tudo de ruim que existe.

Em seu tradicional tom voz grosseiro, Datena mandou sua produção colocar uma enquete no ar perguntando aos telespectadores se eles acreditavam ou não em Deus. Ao ver o grande número de pessoas que votaram na opção “não”, o apresentador se irritou.

“Quem não acredita em Deus, não é para assistir o meu programa (…) Ateus se acham o próprio Deus, eles não têm limites”, berrava.

As afirmações preconceituosas do jornalista geraram a ira de milhares de integrantes do microblog Twitter, que passaram a postar a tag “CALA BOCA DATENA”, fazendo uma alusão à campanha “CALA BOCA GALVÃO” – que fez bastante sucesso durante a Copa do Mundo. O assunto tornou-se rapidamente um dos mais comentados da rede social.

“Budistas não acreditam em Deus e o Datena disse quem é ruim também não crê e depois emendou com as críticas aos ateus. Sinceramente, acho que tão errado quanto o Datena é a direção da BAND, que permite que um ser desse tenha tanto espaço na televisão. No mínimo, cabe um processo por intolerância religiosa. Onde está o Ministério da Justiça nessas horas?”, protestava um dos blogueiros.

Uma das explicações para essa apelação totalmente desnecessária de Datena é a baixa audiência do “Brasil Urgente”, que viu seus índices caírem após o encerramento das coberturas dos casos “Goleiro Bruno” e “Mércia Nakashima”. A atração, que vinha registrando picos de 13 pontos no Ibope, viu seus números caírem para 6.

Henrique Brinco, no Portal PS.
foto:  in news
dica do Tiago Meireles

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for #calabocadatena

Deixe o seu comentário