Atrás de votos, políticos compram perfis no Twitter

Luã Marinatto


Em tempos de crescente importância das redes sociais nas eleições, ter muitos seguidores no Twitter pode ser um diferencial na hora de contabilizar os votos. Mas tem candidato traçando estratégias de campanha no mínimo questionáveis no microblog. Seja por falta de conhecimento da ferramenta ou por simples máfé, os políticos compram perfis que já contam com milhares de seguidores – geralmente angariados por meio de programas que burlam o sistema do Twitter.

Um desses casos veio à tona há cerca de três semanas, quando o candidato a deputado federal em Pernambuco Jorge Corte Real (PTB) passou a ter, milagrosamente, uma página com mais de 30 mil seguidores. A repercussão negativa foi praticamente imediata, e pouco depois o candidato voltou a gerir apenas o perfil antigo, então com uma quantidade bem mais módica de followers: menos de cem. Ali mesmo, fez questão de minimizar o incidente: “Tive um pequeno problema com o gerenciamento do meu perfil do twitter, mas já foi normalizado. Obrigado pela compreensão.”

O site Tweetvalue, que mensura o valor de perfis no Twitter de acordo com a sua popularidade, avalia a página do apresentador Luciano Huck – o mais seguido do Brasil, superando 2 milhões de pessoas – em quase US$ 70 mil. Se esta opção é improvável para políticos interessados em aumentar o poder de alcance de suas mensagens, o que não faltam são promoções e alternativas de escolha para os candidatos.

Embora o termo de uso do Twitter proíba a venda de páginas pessoais, não é difícil encontrar perfis à venda no Mercado Livre. Em uma pesquisa rápida, é possível localizar quase dez opções. No site, um perfil com cem mil seguidores sai por R$ 1000,00. Outros, com os tais 30 mil followers, custam bem mais barato: cerca de R$ 150, que podem ser parcelados em até 12 vezes. Até mesmo no americano Ebay há vendas semelhantes. Os perfis importados, entretanto, são consideravelmente mais caros, e uma página com seis mil seguidores é anunciada pela bagatela de US$ 250.

É difícil entender o que esse pessoal pensa que os usuários de redes sociais são. Caso típico de unfollow e report for spam.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Atrás de votos, políticos compram perfis no Twitter

Deixe o seu comentário