Eleições 2010: o milagre Photoshop e os candidatos

Parece que a aparência física realmente faz toda a diferença no mundo da política. Um bom exemplo disso são os candidatos às eleições 2010. Com a ajuda da tecnologia, maquiagem e de bons assessores, eles procuram literalmente sair bem na foto.

O uso do Photoshop para vender um produto ou ideia é tão discutível, que um projeto de lei está em tramitação no Congresso Nacional. Se aprovado, a “Lei do Photoshop” irá exigir que os anúncios publicitários tragam um aviso deixando claro que houve modificação na imagem do produto: “Atenção: imagem retocada para alterar a aparência física da pessoa retratada”. Resta saber se também se aplicará nos candidatos.

Separamos neste post alguns candidatos que passaram por um bom tratamento de beleza para demonstrarem boa aparência. Note que alguns tiveram imperfeições de pele retiradas e rugas e bolsas nos olhos foram menos acentuadas.

Dilma Rousseff, candidata à presidência, teve várias marcas de expressão removidas, ganhando um ar mais leve e jovial.

O candidato à presidência, José Serra, teve suas olheiras mais disfarçadas e algumas rugas escondidas.

A candidata ao senado, Marta Suplicy, parece bem mais jovem                            na sua foto promocional.

O ex-presidente e atual candidato ao senado, Itamar Franco, não perdeu o famoso topete, mas não se pode dizer o mesmo das manchas no rosto e marcas de expressão.

O candidato ao governo do Rio de Janeiro, Sergio Cabral, acabou sendo um dos casos mais crônicos de alteração digital. Praticamente não se percebe nenhuma ruga ou marcas de expressão no rosto do político.                             Bem diferente do original.

Fonte: O Buteco da Net

Podiam desenvolver um Photoshop para “corrigir” também as ideias de muitos candidatos.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Eleições 2010: o milagre Photoshop e os candidatos

Deixe o seu comentário