A evolução do “Feliz Aniversário”

Bia Granja

Outro dia foi aniversário da Rebiscoito no Twitter. Quer dizer, não só no Twitter, foi também aniversário dela na vida real, mas, como alguns aniversários só são “experienciados” por mim por meios virtuais, fica sendo então um aniversário “de Twitter”. Poderia também ser de Facebook, de Orkut ou qualquer outra rede social.

Como eu não sou lá muito criativa pra dar “Parabéns”, dei retuite automático em uma mensagem da Andrea Hiranaka, que – creio – não foi vista pela Rebiscoito… imagino que tenha sido por isso que ela não me agradeceu e também não me chamou pra festa.

E isso tudo me fez ficar pensando sobre a evolução do “Feliz Aniversário” nas redes sociais e em como cada vez mais a gente tem menos trabalho pra parabenizar a galera. Vejamos:

  • 2000 – Cartão Animado
    No começo dos anos 2000, além do bom e velho email ou MSN, a maneira mais legal de dar Parabéns pra alguém era enviando aqueles cartões animados e fanfarrões, lembra?

2004 – SCRAP NO ORKUT
O Orkut entrou em nossas vidas em 2004 inaugurando toda uma nova forma de se relacionar com o amigos na web e, consequentemente, de parabenizar os aniversariantes. O prório Orkut se encarregava de te avisar quando era aniversário de alguém, de modo que você pudesse mandar um SCRAP ( no ínicio só em texto e agora, todo animadinho).

2007 – DM/REPLY/fulanoDAY NO TWITTER
E então chegou o Twitter pra deixar nossa vida social mais divertida. No começo, quando os @s eram poucos, o pessoal costumava parabenizar os outros fazendo um “#fulanoDAY”, dia em que todo mundo trocava o avatar por uma foto do aniversariante e tuitava coisas no estilo dele. O primeiro que eu participei foi o #JeffPaivaDay em 2008. Hoje, a forma mais comum de parabéns no Twitter é mandando um reply pro aniversariante ou, pros mais tímidos, uma Direct Message.

  • 2009 – MURAL A MURAL NO FACEBOOK
    Daí o Facebook começou a bombar bastante por aqui e o povo migrou pra lá (veja aqui o número de usuários do FB no Brasil), substituindo os scraps do Orkut por mensagens MURAL A MURAL.

parabens_facebook

  • 2010 – RT NO TWITTER + CURTIR NO FACEBOOK
    Foi esse ano que o pessoal começou a ficar preguiçoso e arranjar maneiras de facilitar a ‘parabenização’. Ao invés de criar sua própria mensagem, povo começou a retuitar (manual ou automaticamente, sendo o 2o caso o mais preguiçoso) ou, no caso do Facebook, a “CURTIR” a mensagem de outras pessoas.

Ok, você pode achar isso um absurdo, mas pensa que as pessoas fazem aniversário todo ano e que as mensagens são ZERO inovadoras. Pra que ficar se matando pra criar uma nova mensagem se alguém já fez uma belíssima? Só pra ilustrar, fiz uma nuvem de tag com as palavras mais usadas nas mensagens de parabéns que o povo me mandou no Orkut nos anos de 2009 e 2008. Olha que originalidade (clique pra ver maior):

tagcloud_PARABENS_580

Portanto, é claro que a Rebiscoito pode dizer que não me agradeceu o Parabéns e não me chamou pra festa porque meu “Feliz Aniversário” foi super impessoal e que eu não me dediquei para tal… e talvez ela tenha razão. Mas, se estamos recebendo “PARABÉNS” impessoais agora (eu já vi várias pessoas reclamando sobre isso), a culpa é toda nossa.

Antes do “advento das redes sociais”, nosso círculo de amizade ficava restrito àqueles amigos que DE FATO partilhavam do nosso cotidiano (em média, entre 4 e 6 pessoas*), hoje, com as redes sociais, ESTAMOS amigos de, em média, 130 pessoas que, apesar de não compartilharem do nosso dia-a-dia real, parabenizamos por um problema de consciência. Quem mandou querer ter perfis lotados no Orkut e Facebook? Fica tipo festinha de aniversariante do mês da firma: como temos muita gente pra parabenizar, acabamos usando os métodos mais fáceis.  Os mais difíceis – uma ligação fofa ou presença em aniversário – acabam ficando guardados praqueles 4 ou 6 amigos da vida real.

Fonte: Pix

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for A evolução do “Feliz Aniversário”

Deixe o seu comentário