“Voltar-me para Cristo no leito de morte seria patético”, diz Hitchens

Quase dois meses depois de ser diagnosticado com câncer e fazer quimioterapia, o famoso ateu Christopher Hitchens perdeu muito de seu cabelo, mas sua incredulidade continua intacta.

Em recente entrevista à televisão, Hitchens falou com Anderson Cooper, da CNN (vídeo acima). Ele disse que  a única hipótese de “mudar suas apostas” seria se estivesse muito doente e, ficando demente, não tivesse controle sobre as coisas que fala.

Enquanto se espalham “boatos” que em seu leito de morte ele finalmente aceitaria a Cristo, o ateu disse que não faria “algo tão patético”, enquanto estivesse lúcido. “Estou bem certo disso”, disse a Cooper. E se há rumores dizendo o contrário, ele avisa: “Não acredite nisso.”

Em junho, Hitchens acordou uma manhã em Nova York sentindo que poderia estar morrendo. “Toda a minha caixa torácica parecia ter sido cavada e substituída por cimento de secagem lenta”, ele descreveu à revista Vanity Fair. “Eu podia ouvir-me respirar fracamente, mas não conseguiu encher meus pulmões de ar.”

Hitchens, autor de Deus não é grande: como a religião envenena tudo , e mais recentemente Hitch-22 (inédito no Brasil), descobriu que tinha câncer de esôfago – o mesmo câncer que matou seu pai. Embora o pai tenha vivido até os 79, Hitchens – que fumava e bebia com freqüência – tem 61. As estatísticas no seu caso são muito desfavoráveis, disse ele.

“Não há muitas pessoas que sobrevivem ao câncer de esôfago e podem falar sobre isso, ao menos não por muito tempo”, disse ele à CNN.

Hitchens sempre afirmou não crer em nada que contradiga a ciência ou afronta a razão e também não acredita em céu ou inferno. Disse ainda não orar ou rezar mesmo quando precisa enfrentar essa dura forma de câncer.

“Nada disso tem sentido para mim”, disse ele. “Não acho que as almas ou corpos podem ser alterados através de um encantamento ou qualquer outra coisa.”

Ele expressou anteriormente estar surpreso pelo número de grupos de oração em favor dele que se formaram. Muitos deles estão orando para que Hitchens faça as pazes com Deus e seja salvo. E ele não quer pará-los. Em relação àqueles que estão orando por ele, afirmou: “Eu posso dizer que se isso faz vocês sentirem-se melhor, então têm a minha bênção”.

Nathan Black, no Christian Post.

Tradução e edição: Jarbas Aragão

© Direitos de tradução reservados

Quem quiser conhecer melhor o pensamento de Hitchens sobre Deus e religião, recomendo a leitura de “O Cristianismo é bom para o mundo?”, da Ed. Garimpo AQUI.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for “Voltar-me para Cristo no leito de morte seria patético”, diz Hitchens

Deixe o seu comentário