Quem faz parte da Geração Y?

O que define a geração Y? Essa questão foi levantada pela Sócia Diretora – Usability Expert Consultores, Amyris Fernandes, durante o debate “Geração Y: o que pensam, o que fazem, do que gostam, o que falam” que ocorreu no CONAREC 2010 e mediado por Pedro Dória, do jornal O Estado de São Paulo. Segundo a empresária, a divisão feita em épocas e idades é muito injusta, pois excluem seus 50 anos de vida da seleta geração de plugados.

Wagner Martins do blog Cocada Boa acredita que as redes sociais não são um espaço individual e sim uma quebra de paradigmas. Hoje, todos os internautas geram conteúdo na internet, esse mercado deixou de ser monopolizado. O grupo dos Y geralmente é o que traz a revolução tecnológica para dentro de casa, segundo Merlin Flor, Qualitative Business Unit Director – GfK. “Esse grupo interfere de forma muito ativa no consumo da casa. A geração Y não está escolhendo apenas o iPod, hoje eles escolhem também a geladeira de casa”, afirma.

Essa nova geração vai além do consumo na web 2.0. Hoje, cada perfil em uma rede social constitui uma identificação virtual para essas pessoas. “Hoje todo mundo aqui tem o seu RG virtual. Quanto mais informações existem por trás daquele perfil, mais credibilidade ele tem”, afirma Martins.

Nerd?

Até pouco tempo atrás, ser chamado de nerd era quase uma ofensa. Não era nada agradável ser nomeado com um termo que designava uma pessoa obcecada por computador ou por estudos. Hoje quase todo mundo é nerd, segundo Alexandre Fugita do Blog Techbits. “O conceito de nerd mudou, como o próprio conceito de consumo também mudou. Todos têm um pouco o pé na geração Y. A tendência é que em um futuro próximo isso passe para todo mundo.”, explica.

Martins afirma que já contratou pessoas apenas pela avaliação de seu perfil na rede. Uma das contratações citadas dessa forma ocorreu com um dos mediadores do perfil @ocriador do Twitter. Ele afirma que os métodos de contratação e currículo evoluíram muito com o tempo.

Redes sociais corporativas

As redes sociais são feitas de pessoas. E não estamos falando de pessoa física ou jurídica, é de pessoas mesmo. Segundo a Sócia Diretora – Social Branding.LA – Blog Ah! Tri né, Bia Kunzy, existem pessoas por trás do perfil de uma empresa nas redes sociais. “Não adianta sua empresa estar nas mídias sociais por estar, tem que ter uma razão”, afirma. Amyris concorda e ainda completa dizendo que a empresa tem que saber quem é e o que ela quer com a criação daquele perfil corporativo para poder atender e se relacionar bem com os clientes.

Paulo Gratão

Fonte: B2B Magazine

Dica do Raphael Akamine

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Quem faz parte da Geração Y?

Deixe o seu comentário