Igreja voyeur aplaude barranqueadas do Pastor JØntex

Rio de Janeiro, 30 de agosto de 2010.
Querido Pastor, Evangelista ou seja lá que cargo você ocupa na sua igreja.

Venho por meio desta, como que um pedido de socorro, contar algumas coisas que aconteceram e ainda acontecem na Igreja (nome omitido),  que fica no bairro de (nome omitido), zona norte do Rio, que infelizmente ainda se encontra sobre o comando de um homem que se diz Pastor, mas que creio que depois do que os senhores lerem aqui verão que este homem nem se compara ao que os senhores fazem.

Eu sempe fui uma ovelha ativa e fiel a Deus, que cumpria com todas as minhas obrigações como servo de Deus, evangelizava, pregava, participava do ministério de louvor da igreja, discipulava, dizimava, organizava e participava de todos os eventos da igreja, enfim, nunca fui uma ovelha morna, pelo contrário, sempre fiz tudo, mas tudo mesmo na igreja onde também eu era funcionário, mas tudo o que fazia nada tinha haver com meu trabalho, pois eram feitos com amor, mas o senhor Fulano da Silva se mostrou, me desculpem o peso da palavra, um grande canalha.  Todos ficamos sabendo, inclusive os senhores que o senhor Fulano teve um caso amorso com a Ministra de Musica da igreja, que vale lembrar foi uma vitima da mente perigosa do senhor Fulano, e isso só se tornou público porque a própria ministra resolveu desabafar de seu pecado e se livrar dele, coisa que o senhor Fulano jamais pensou em fazer, pois por ele, assim como ele mesmo me confessou antes, ele manteria tudo em sigilo e ninguém jamais saberia de nada, bem como ele fez durante dez anos mantendo um caso amoroso desde a época em que fazia seminário onde se formou em 2000, e este caso amoroso durou até 2007 quando ele começou o caso amoroso com a ministra de música da igreja, o que vale lembrar que o mesmo já era Pastor da igreja desde o ano de 2000 e já vivia em pecado no altar do Senhor Deus todo poderoso.

Mas o pior senhores é que enquanto ele mantinha um caso com a ministra de música, ele também tinha encontros amorosos com uma outra jovem da igreja pelo menos três vezes por semana em um motel de Irajá de nome Sherazzad, onde depois de encontrar-se com essa jovem na estação do metrô de Irajá, quando a mesma vinha de seu trabalho, iam juntos ter pelo menos de 3 a 4 horas de sexo extra-conjugal, sendo o pai desta jovem um dos grande colaboradores do ministério do senhor Fulano da Silva a quem o mesmo devia pelo menos, uma consideração, um pouco de respeito.   Mas não para por ai não senhores pastores, o mesmo senhor Fulano manteve em segredo casos amorosos que aconteceram dentro das dependências da igreja, no qual tiveram total apoio do referido pastor, pecados estes cometidos pelo tesoureiro e também por um diácono e que foram encobertos pelo senhor Fulano em troca de apoio aos seus casos amorosos e que quando a bomba estourasse como aconteceu, os mesmos tratassem de mantê-lo no cargo como fizeram manipulando pessoas para que apoiassem o arrependido pastor que, de arrependido não tem nada senhores, pois o mesmo ainda continua cometendo os mesmos erros tanto de caráter, quanto de pecados.

Também tenho o relato de três jovens que sairam da igreja, e na época não haviamos entendido por que, pois o motivo foi que as mesmas jovens foram assediadas sexualmente pelo senhor Fulano dentro do gabinete, quando as mesmas marcaram para ter uma audiência com ele, com sua mente maldosa ele as assediava e as meninas com essa atitude saíram da igreja e levaram consigo este segredo que era mais uma vergonha pra elas do que pra ele.  Por falar em gabinete senhores, o mesmo senhor Fulano quebrou o código de ética dos pastores em que tudo o que é falado em gabinete, em forma de segredo de confissão ao seu líder religioso, bem como consta em nossa carta magna, a constituição, não pode e nem deve ser revelada a ninguém, mas o senhor Fulano da Silva não cumpriu nem a ética religiosa e muito menos a constituição Brasileira, e reveleou disparadamente todas as coisas que lhe foram ditas em gabinete, coisas de membros que hoje encontram-se envergonhados e caluniados por conta disso.

Eu mesmo senhores, fui vitima de uma das mentiras do senhor Fulano, que desastrozamente inventou calúnias ao meu respeito sendo que eu sempre fui braço direito deste senhor. Ele inventou e disse a outras pessoas de que eu era homossexual, quando em minhas atitudes, minha postura e até mesmo em minha vida particular, nunca dei motivos para isso, nunca fiz com que tivessem motivos para tal acusação caluniosa e desrespeitosa para com a minha pessoa, fato este que trouxe grande desgraça em minha casa gerando de minha família desconfiança ao meu respeito, pois eu já não tinha bons relacionamentos com meu pai por ser um evangélico, coisa essa que já levava meu pai a me chamar de gay, pois ele sempre repudiou os evangélicos e depois deste boato, tive que ouvir deste mesmo senhor meu pai, de que eu era uma vergonha para minha família pois havia me deitado com meu pastor, coisas que jamais faria primeiro porque, não faz parte de minha conduta, de meus princípios e também contradiz o que a bíblia me orienta e me exige como postura de homem e de servo de Deus.   Também tem senhores o fato de que o senhor Fulano da Silva, mentiu a sua esposa de que esteve em minha casa para me socorrer de surto psicótico, coisa esta que nunca aconteceu pois, em toda minha vida sempre gozei de perfeita saúde não tendo jamais em minha vida algum problema que seja de cunho físico ou psicológico, pois tudo não passou de uma mentira do referido senhor para ter seus encontros amorosos, quando na verdade ele nunca, em 9 anos como pastor da igreja jamais visitou minha família, minha casa, e nem sabe meu endereço, nem quando tive um acidente de moto em 2002, fui visitado pelo senhor Fulano da Silva, bem como muitos outros irmãos e irmãs a quem o mesmo dizia ter visitado, contam que jamais foram visitados por ele, como  por exemplo uma senhora de nome Beltrana, uma mulher guerreira que sempre pedia a visita de seu pastor e nunca obteve este presente e olha, que esta mesma mulher, já foi e voltou de UTI e CTI diversas vezes mas sempre querendo falar com o senhor Fulano, mas para ela não havia tempo na agenda dele, mas para os encontros amorosos sempre tinha espaço na agenda.

Como eu disse anteriormente, eu era funcionário da igreja também e que por puro capricho do senhor Fulano, por eu discordar de suas mentiras fui demitido e hoje me encontro desempregado o que até ai, nada que me abale, porém, nos meus últimos dias de trabalho, fui duramente humilhado em plena rua pelo referido senhor Fulano em companhia de outra irmã da igreja, que ao me verem sair da igreja com a cesta básica que eu recebia como funcionário, os dois, o senhor Fulano e a referida irmã fizeram uso da seguinte frase: “Quero ver como vai fazer agora, sem emprego e sem cestinha básica.  Agora vai ter que se virar e apertar os cintos”.   Eu sou morador da comunidade de (nome omitido) há 34 anos e nunca em minha vida, passei por tamanha humilhação, nem feita por bandidos e muito menos por policiais em operações, mas o senhor Fulano me fez sentir-me pela primeira vez em minha vida, um grande lixo, o resto de um ser humano, pois como um homem de Deus a que se diz ser este senhor eu jamais esperava ouvir tal coisa, mesmo que ele tivesse seus motivos para isso, pois a postura de um pastor deve e tem que ser outra, ou será que estou enganado senhores?  Será que eu vivi uma mentira no evangelho? Será que tudo o que aprendi em seminários, em EBDs e na própria bíblia é uma grande mentira?

Senhores, isso não é só um desabafo meu não, é um pedido de socorro, pois a (Igreja com nome omitido) está mergulhada em mentiras promovidas pelo senhor Fulano da Silva, eu não tenho raiva do povo que por influência dele chamou a mim e a meus colegas de trabalho da igreja de demônios, pois sei que este povo esta sendo em todo tempo influenciado por ele, manipulado por suas mentiras e hoje a (Igreja com nome omitido) é uma igreja doente, pela ira infundada de um homem que se faz de vitima chorando lágrimas de crocodilo.  Não senhores, eu não julgo o pecado do homem, pois sei que todos pecamos e destituidos estamos da glória de Deus, porém, quando há um arrependimento real de um ser humano, Deus muda nossa história e nos redime de todo mal.  O senhor Fulano há pouco tempo, inventou uma nova mentira dizendo que esteve em minha casa depois da humilhação que sofri, quando isso não é verdade, em hipótese alguma ele esteve aqui.   Senhores, ele é pior do que pensamos, do que imaginamos, agora a pouco tempo, ele demitiu a ministra de educação religiosa, logo após ela ter voltado de sua licença maternidade, período este em que a mesma em momento algum teve apoio da igreja ou do senhor Fulano e sua esposa, já que a ministra não era uma contratada por CLT, e sim por um contrato de trabalho autônomo feito pelo senhor Fulano da Silva, e nesse período sustentou sua casa e seu filho com ajuda de irmãos, parentes e amigos, pois ela em casa de licença meternidade e o marido dela desempregado.

Agora pergunto aos senhores: Que espécie de homem de Deus é este? Pode ele ser chamado de Pastor?  Ele mesmo encobriu um rombo nas finanças da igreja cometido pelo mesmo homem que manteve um caso amoroso nas dependências da igreja e que foi acobertado por ele, rombo este que para uma igreja de comunidade como a (Igreja com nome omitido) faz uma grande falta senhores, e nos dias de hoje ele causa um novo rombo, pois agora ele tem a intenção decolocar bens da igreja a venda, como o prédio administrativo, o ginásio esportivo, entre outras coisas que a igreja possui, também está gastando um dinheiro que não pertence a igreja e sim aos associados do plano funeral mentido pela igreja e que atende a todas as comunidades em torno da (Igreja com nome omitido), coisa que quando os clientes souberem e vão saber, poderá trazer grande encrenca para o nome do Reino de Deus e da igreja, pois o nome do Senhor Fulano na comunidade já não tem mais credibilidade alguma, pois eu ouço as pessoas dizerem a seguinte frase nas ruas: “Ali naquela igreja pode tudo, inclusive comer a meninas, beber, fumar e outras coisas”.

Ele não está sujando só o nome de uma igreja que tem história, ele suja o nome da organização Batista a quem sempre respeitei e espero continuar respeitando, ele suja o nome da associação norte de pastores e igrejas Batistas, suja o nome de Deus e seu evangelho, por isso senhores imagino que suas intervenções pode ser muito importante, pois eu digo que se eu não puder contar com a ajuda dos amados irmão, confesso que terei de tomar minhas próprias atitudes, pois além de uma ovelha muito ferida como estou, sou também um homem que teve seu nome e sua honra e orgulhos feridos por uma mentira inventada por este senhor e tenho em meu coração, um desejo imenso em lavar a minha honra, mesmo que para lava-la eu tenha que derramar o sangue deste senhor Fulano da Silva.

Então estou pedindo aos senhores, tirem esse homem deste lugar, desta igreja, tirem esse fascínora, canalha de um lugar onde ele não deveria estar.    Não é só por mim, peço isso por mais de 300 pessoas que foram humilhadas, feridas, machucadas por um homem a quem dispensaram amor, carinho, atenção e todo tipo de manisfestação de respeito e honra que achávamos que ele merecia, pois hoje ele chama cada um deste irmãos de bode, de enviados do inferno e fala isso de púlpito e ainda incentiva que na rua as mesmas frases seja repetidas a estes irmãos que saíram de lá, por não concordarem com as mentiras do senhor Fulano da Silva, pessoas honradas, que deram suas vidas, seu tempo e seu amor para construirem aquele templo, aquela igreja e toda sua historia.

O senhor Fulano sempre foi um homem de falsa moral, mas com sua inteligência e sagacidade conseguiu enganar a todos como o fez esse tempo todo.  Um homem que sempre falou mal da organização Batista, da ordem dos pastores, da convenção, chamando a todos de ladrões e canalhas, quando na verdade o grande canalha era ele mesmo.  Até de pastores de outras denominações como o Silas Malafaia, Jabes Alencar e outros, este homem dizia que eram uma quadrilha de evangélicos, que pregavam bonito na TV, mas nos bastidores eram tremendos mercenários, quando na verdade o grande mercenário é o senhor Fulano da Silva que instituiu na (Igreja com nome omitido) uma quadrilha cujo ele é o chefe e maior articulador, pois com essa falsa moral ele jamais poderia inventar mentiras sobre os pastores tanto batistas como os de outras denominações.

Peço aos senhores este socorro inclusive a mim, pois nos dias de hoje me vejo sem saída para os meus sentimentos de raiva, de ira, de ódio e que vejo estar me levando a escuridão depois de ter vivido na luz e nela ter experimentado maravilhas, ter visto milagres, visto curas, depois de ter visto a glória de Deus tanto em minha vida como na vida de meus irmãos, hoje, estou jogado na escuridão, jogado ao crime, pois em diversas vezes, todos os dias, me sinto inclinado ao mundo do crime, coisa essa que não é muito difícil no lugar onde moro, na minha comunidade de (nome omitido).

Enfim, me coloco a disposição para que os senhores me procurem e ouçam de mim todas as coisas que vos falo, pois todas elas são a mais absoluta verdade.

Obrigado por sua atenção e me desculpem por tamanho desbafo.

Ass: V.A.

Nota: os nomes da carta foram trocados

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Igreja voyeur aplaude barranqueadas do Pastor JØntex

Deixe o seu comentário