Dilma Rousseff: “Hoje acordei de manhã e agradeci a Deus pelos meus 47 milhões de votos”

.

A candidata à presidência da República, Dilma Rousseff (PT), reconheceu, na tarde desta segunda-feira (4), que Marina Silva (PV) “capturou” seus votos e os de José Serra (PSDB) no primeiro turno, impedindo a definição do pleito em 3 de outubro. “Primeiro, eu acho que os votos não foram suficientes, faltou 3% dos votos. Segundo, eu acho que, sem sombra de dúvida, a Marina fez uma campanha qualificada e capturou uma parte dos votos e tirou do meu adversário também. O processo eleitoral é feito de movimento. A terceira candidata levou quantidade significativa”, analisou Dilma, em coletiva à imprensa.

A candidata verde obteve quase 20% dos votos válidos, o que levou a disputa para o segundo turno. Dilma, no entanto, afirmou que ainda é cedo para pedir publicamente o apoio de Marina.

“Num segundo momento, vamos conversar de fato com ela a respeito disso e a gente espera ser correspondido, claro. Mas vamos com calma. Caldo de galinha, devagar sem atravessar o samba, a gente vai estabelecer pontes e canais, discutir direito, de forma respeitosa e sem nenhuma forma de pressão”, afirmou.

A petista telefonou na manhã desta segunda (4) para Marina e a cumprimentou pela votação. “Liguei para Marina e a parabenizei. É o reconhecimento de uma campanha feita em nível elevado. Ela sempre manteve, jamais teve nenhuma atitude de baixar nível, como vimos no adversário. Considero que a eleição foi muito boa, por isso agradeci a Deus. Pretendo fazer uma ótima disputa no segundo turno e agradeço também o fato de que o segundo turno permita que a gente esclareça”, acrescentou.

“Nós estávamos inocentes. Quando você está inocente e de boa-fé, você não imagina que esteja sendo construído um baixo mundo da política. Agora, nós iremos, quando for necessário, fazer esse esclarecimento. Vamos estar mais atentos”, disse Dilma.

Segundo a petista, não se espera um apoio formal do PV. “O PV não integrou a base da minha coligação. Se vier, será muito bem-vindo, mas não está nas nossas expectativas. Dou muito valor ao apoio de Marina. Respeito a Marina como militante político e acredito que nós temos mais proximidades do que diferenças. Agora, repito, isso é uma coisa de foro íntimo da Marina. Eu apenas a liguei e a cumprimentei”, ressalvou.

Durante a coletiva à imprensa, no hotel Golden Tulip, em Brasília, Dilma esteve acompanhada de sete governadores, senadores e deputados federais recém-eleitos, para transparecer a força de sua coligação nas eleições proporcionais. No palco, entre outras lideranças, Michel Temer, Jaques Wagner, Eduardo Campos, Sérgio Cabral, Tião Viana, Marcelo Déda, José Eduardo Dutra, Eunício Oliveira e Henrique Eduardo Alves.

Dilma se referiu a “Deus” em três momentos, ao longo da conversa com jornalistas, e criticou os boatos contra suas convicções religiosas. “Eu considero que foi feita uma campanha perversa, com inverdades, sobre o que penso e o que acredito. Quem me acusava não aparecia de forma muito clara… Estamos avaliando como vamos nos comportar nessa questão. Seguramente, vamos fazer um movimento pra esclarecer a população, com muita tranquilidade, sobre quais são as minhas posições”, avisou a candidata. “Hoje acordei de manhã e agradeci a Deus pelos meus 47 milhões de votos”.

fonte: Terra

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Dilma Rousseff: “Hoje acordei de manhã e agradeci a Deus pelos meus 47 milhões de votos”

Deixe o seu comentário