Ao entrar numa nova relação

.

Luciana Rodrigues

DIVORCIE-SE emocionalmente de seus pais, só quando assumimos a responsabilidade de nossas escolhas e arcamos com suas conseqüências estamos prontos para nos envolvermos afetivamente.

PERDOE-SE E PERDOE o(a) antigo(a) companheiro(a), começar uma outra relação com mágoas e ressentimentos acumulados, é decretá-la falida antes do início, a tendência será a repetição do mesmo padrão de erros da relação anterior.

ELIMINE seu parceiro(a) da projeção ideal que você criou sobre ele e passe a conhecê-lo melhor.

COMUNIQUE-SE claramente, não deixe nada subentendido, o que está claro para você, pode não ter sido sequer percebido pelo outro, ou julgado menos importante.

NUNCA CEDA, quando surgirem pontos divergentes, busque com criatividade uma solução que agrade a ambos, pois quem cede demais fica frustrado e o acúmulo de ressentimentos gera crises profundas a longo prazo.

SONHE e CRIE projetos em comum, relações desprovidas de projetos em comum não aprofundam raízes e tendem a tombar depois de um tempo.

ENTREGUE-SE totalmente, se você não acredita numa nova relação por que começá-la? Se acredita por que não se doar por inteiro?

LEMBRE-SE: se não existissem fins, não existiriam recomeços, a graça de Deus não desiste de nós e sempre nos anima a recomeçar!

fonte: Tende ânimo [via Fabio Pereira]

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Ao entrar numa nova relação

Deixe o seu comentário