A digitalização da fé

Ao ler uma notícia sobre o uso do celular para fazer pagamentos, o empresário Lupércio Conde Jr., de Santos (litoral de SP), percebeu que o avanço da tecnologia acabará forçando mais uma aposentadoria: a da carteira. À época, perguntou-se: “E onde as pessoas vão colocar seus santinhos?”

Algum tempo depois, criou uma empresa que disponibiliza imagens de santos para celulares. De lá para cá, já foram 120 mil downloads em pouco mais de um ano.

Na terceira semana de testes da companhia Santo Protetor, a imagem da Nossa Senhora já superava a da dançarina Mulher Melancia no ranking das operadoras em cerca de 1.600 downloads. Veja “top 5” dos santos mais baixados no vídeo abaixo.
.

.
Cada assinatura semanal custa entre R$ 4,50 e R$ 4,99 (dependendo da operadora). Além do santinho digital, o pacote inclui duas mensagens diárias com trechos da Bíblia.

Em um cruzamento de dados, Lupércio descobriu que, entre os 120 milhões de brasileiros católicos, 83 milhões têm celular com tecnologia compatível com o serviço.

E a matéria prima da companhia é vasta. Dos mais de 180 mil santos católicos, o empresário utilizou até agora 70. Não há necessidade de pagar direito de imagem pela utilização dos santos, já que as figuras são de domínio público. Também é possível encomendar o padroeiro favorito. O prazo de entrega é de três semanas.

O investimento inicial de R$ 250 mil ainda não foi totalmente recuperado, segundo o empresário. A companhia gasta também com divulgação e tenta diversificar seus produtos –em camisetas, adesivos e cadernos.

Além do contrato com operadoras, Lupércio ainda precisa do apoio de uma empresa parceira focada em soluções tecnológicas, que ajuda a distribuir seu conteúdo.

Questionado sobre uma provável desaprovação da Igreja Católica, o empresário diz contar com aval (teórico) do próprio Bento 16: “O papa pede que os padres coloquem a palavra de Deus em mídias que se aproximem do povo. A digitalização da fé da religião é uma coisa sem volta”.
.
Fonte: UOL

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for A digitalização da fé

Deixe o seu comentário