Casal propõe votação na internet para decidir se deve abortar ou não seu filho

Um casal está causando polêmica ao permitir que internautas votem se Alisha Arnold, de 30 anos, deve abortar seu bebê.
.

.
Alisha e Pete, também de 30 anos, lançaram a pesquisa no site  birthornot.com porque dizem não se sentir seguros se devem ou não ser pais. A votação vai até 7 de dezembro, dois dias antes do limite para a realização do aborto, que seria feito de forma legal, de acordo com a agência UPI. Pete diz que Alisha sofreu aborto natural em três oportunidades.

O casal, que mora em Minneapolis (EUA), está publicando no site imagens atualizadas do feto, de um menino perfeitamente saudável e que foi apelidado de Wiggles [risadinha]. O mulher está entrando no quinto mês de gestação.

Pete, que se descreveu como um libertário, diz que a votação proposta pelo  casal é  uma espécie de lição de civismo extrema que esperam poder ensinar. “O voto é uma parte importante de quem somos como povo”, disse Pete. “Esta é uma oportunidade de as pessoas serem ouvidas sobre se são a favor ou contra o aborto, isso faz uma diferença no mundo real.”

Mas o resultado pode estar comprometido. (O site e forum 4chan decidiu sequestrar a enquete, forçando a escolha pelo  “aborto”.) Pete respondeu que durante as eleições “pessoas fazem coisas tolas o tempo todo, e seus votos precisam ser contados.”

Nós não temos certeza da seriedade de Pete e Arnold Alisha, mas há três possibilidades:

1) É uma brincadeira idiota. Pete e Alisha desejam ficar famosos de qualquer maneira e acharam um jeito de obter cobertura da mídia. Mas se isso tudo é uma brincadeira, não teriam aparecido antes? O blogs está no ar desde setembro.

2) É um golpe de um grupo pró-vida. Pete disse que é católico não-praticante, enquanto Alisha é metodista. Pete disse que votou em Bush em 2000, mas não em 2004. Teriam eles criado este site confuso como uma  “parábola” para ilustrar do perigo de colocar a vida de crianças nas mãos dos eleitores?

3) É verdade. Pete e Alisha realmente optaram por fazer um aborto com base em uma pesquisa de Internet.

Independentemente da sua posição sobre o aborto, todas essas possibilidades sugerem que estas pessoas não poderiam jamais ter filhos.

O vídeo abaixo mostra os exames da criança para provar que a gravidez existe de fato.
.

Fonte: Gawker

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Casal propõe votação na internet para decidir se deve abortar ou não seu filho

Deixe o seu comentário