As seitas mais loucas do mundo (1)

As seitas mais estranhas do mundo: descubra quais gurus querem te salvar…

Você teria de viver em outro planeta (provavelmente com o malvado deus Xenu) para nunca ter ouvido falar em Cientologia, a seita favorita das estrelas de Hollywood. Mas o papo das crenças estranhas vai muito além. Se você acredita em deuses interplanetários, ou que algum hippie fedorento seja a reencarnação de Jesus, bem-vindo! Fomos em busca das mais bizarras seitas do mundo! Que Inri Cristo proteja quem não ler esta reportagem até o final…

Pana Wave

A igreja mais parecida com uma lavanderia de todos os tempos

Todos nós temos fobias – altura, aranhas, Galvão Bueno… mas quando você descobre que um colega japonês tem pavor de “ondas eletromagnéticas”, é hora de rever conceitos. Ele pode ser um membro da Pana Wave, uma seita de 3 mil membros fundada em 1977. Os seguidores são facilmente identificáveis: estão sempre cobertos por lençóis brancos e andando em carros brancos, para se proteger das ondas eletromagnéticas.

Eles vivem por aí tentando (e não conseguindo) salvar focas e levá-las de volta para o oceano, pregando que é preciso salvar o planeta da total destruição e anunciando que o fim do mundo acontecerá em maio de 2003 (sim, que já passou!), como resultado de um revertério nos polos magnéticos da Terra. São caras que não vão bater na sua porta domingo de manhã para vender revistinhas, porque estarão mais ocupados em livrar a terra de uma guerra nas estrelas.

Iglesia Maradoniana

Existe cerca de 100 mil pessoas espalhadas por mais de 60 nações de todo o mundo que acreditam que Diego Maradona pode ter as verdadeiras “mãos de Deus”. Você acha que estamos em 2009? Esqueça. De acordo com os seguidores da Iglesia Maradoniana – que baseiam o calendário no nascimento da lenda argentina – nós estamos no ano 47 d.D. Não contentes em re-escrever a história, eles celebram sua versão do Natal em 30 de outubro, aniversário de “Dieguito”, e decoram as árvores com fotografias do cara.

Eles também têm uma novíssima e adaptada versão dos dez mandamentos, que inclui uma ordem divina de batizar algum filho homem de Diego. Só para constar: a religião pode coexistir com outras. “Eu tenho minha religião racional, que é a da igreja católica-romana. Mas tenho a religião do coração, que é do Diego Maradona”, revela o fundador da seita maradoniana, Alejandro Verón. Quem diria que o homem que marcou o gol mais polêmico da história e declarou que o mesmo foi feito com a mano de Dios poderia juntar tantas pessoas para orar?

Clube de Corrida Loucura Divina

Poucos nomes são mais autênticos do que esse. Os ex-membros do Clube de  Corrida Loucura Divina, fundado pelo fanático Marc “Yo” Tizer, são os  primeiros a confessar que o grupo é um culto completamente pirado. Os  seguidores possuem uma visão única sobre como alcançar a salvação por meio “do rompimento das limitações pessoais e aderência àstradições espirituais do oriente”. Resumindo: eles saem correndo.

Não estamos falando de uma volta no parque. Os caras preferem odisseias que podem variar de 80 a 100 quilômetros em um único dia. Essa autoflagelação esportiva teve seu resultado trágico em janeiro de 2004, quando Mark Heinemann foi encontrado morto num quarto de hotel, após correr 410 quilômetros em 48 horas. De acordo com a autópsia, Heinemann desenvolveu uma megapneumonia durante a façanha (mesmo assim, continuou até o final). O controle mental estilo “Forest Gump” que Tizer exerce sobre os “estudantes” é total: ele diz quando eles dormem e acordam, e regula suas vidas sexuais e hábitos culinários.

Culto Canibal de Steven Tari

É fácil ficar entediado nas montanhas, o que provavelmente explica o comportamento extremo de Steven Tari: montanhista, maníaco, canibal e autointitulado “Jesus Negro”. Depois de um breve treinamento em uma escola religiosa em Madang (uma cidade no litoral norte da Nova Guiné), Tari proclamou-se o novo messias e abandonou a civilização para viver nas montanhas. O que era para ser apenas o comportamento excêntrico de um sujeito bizarro saiu do controle quando 6 mil fiéis decidiram segui-lo.

Em pouco tempo, o culto passou a envolver sacrifícios humanos, organizar coleções de concubinas (geralmente jovens virgens), fazer canibalismo ritual e espalhar o terror pelos vilarejos mais próximos. Após acusações de estupro e assassinato, Tari foi capturado em 2007 por uma multidão furiosa e agora está confinado na prisão de Beon, em Madang. A maioria dos seus seguidores que foram capturados diz ter renunciado ao culto, mas não se sabe quantos fiéis escondidos ainda podem existir (isso se um deles não resolver assumir o humilde título de “filho de Deus” uma hora dessas e continuar a obra).

Cultura Racional
A seita ficou famosa quando Tim Maia decidiu segui-la, mas nem ouse chamá-los de religiosos: eles acham que a Cultura não é religião, e sim ciência, como química ou física. Sim, é divertido. Mas a diversão mesmo fica por conta da história do surgimento do “Deus” carioca Manoel Jacintho Coelho: “Nasceu no dia 30 de dezembro de 1903, quando os jornais noticiaram a queda de um meteoro no Rio de Janeiro, mas foi um erro da imprensa”, diz o site oficial.

“Tratou-se, na verdade, de um corpo de massa cósmica que […] depois de penetrar paredes, entrou no corpo de um bebê”. A bíblia da turma é o livro Universo em Desencanto. Quem não o ler vai supostamente regredir na escala evolucionária: você vai de macaco para cachorro, cobra, jacaré, porco, sapo, burro, boi, carrapato, barata, rato, mosca, urubu, lesma, galinha, minhoca, borboleta, javali, gambá, porco-espinho e por fim onça. Porque onça é pior que lesma, também não sabemos.

Fonte: Maxim

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for As seitas mais loucas do mundo (1)

Deixe o seu comentário