Jesus está voltando em breve, aproveite essa liquidação

De acordo com Larry Falter, todos devem estar preparados para a iminente Segunda Vinda de Cristo. É preciso obedecer, ser batizado e arrepender-se. É bom tomar cuidado com o grande engano, pois oApocalipse é real.

Mas o proprietário da Joalheria  LTD, na cidade de Superior, Wisconsin, decidiu ajudar as pessoas nas compras de final de ano, caso o Natal chegue antes do Armagedon. Ou seja, compre aquela jóia que você sempre sonhou antes que o mundo acabe!

Falter colocou anúncios em estações de TV regionais do Wisconsin, com a chamada “Liquidação da Segunda Vinda”. O comercial fala sobe a iminência do último dia da Terra: uma paisagem árida e bolas de fogo caindo do céu. O dono da joalheria lembra os telespectadores sobre a promessa bíblica do iminente retorno de Jesus e o Juízo Final.

“Acredito que estamos muito perto desse dia. Vendo as notícias no jornal todo os dias acredito que isso ocorrerá muito em breve”, diz ele. “No entanto, aqui e agora, se você quiser comprar jóias, relógios, ouro e prata, aproveite nossa liquidação. Tudo com 50% de desconto.” E ele fala sério.

Comentando sobre o resultado desse comercial, que mistura negócios e religião, Falter diz: “Falo com as pessoas sobre Jesus Cristo e também sobre as jóias. As pessoas estão vindo para conversar e comprar.”

Embora reconheça que o apelo inusitado auxilie nas vendas de Natal, ele continua firme em suas convicções. Não existe uma data final para a promoção. Talvez só acabe junto com o restante do mundo. Ou seja, 50% de desconto até o final dos tempos.

“Dura enquanto eu puder manter esses preços”, finaliza.

De acordo com previsões mais recentes AQUI, os compradores só têm até 21 de maio de 2011. Mas por agora todas as vendas são à vista, afinal ninguém quer entrar na eternidade com parcelas a pagar.

Jarbas Aragão para a Agência Pavanews, com informações de City Pages

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Jesus está voltando em breve, aproveite essa liquidação

Deixe o seu comentário