Pastor sueco é afastado da igreja por usar camiseta “pornográfica”

Um pastor de Estocolmo foi afastado do cargo por conduta imprópria. Ele postou fotos no Facebook  usando uma camiseta que fazia referência a um famoso filme pornô da Suécia.

A denúncia, recebida no final de novembro pela Diocese de Estocolmo da Igreja Nacional da Suécia [Luterana], foi pela infeliz escolha do pastor de usar a tal camiseta enquanto liderava um grupo em uma visita à sede francesa do ministério cristão Taizé, na França. A viagem aconteceu após a cerimônia de confirmação de batismo dos jovens.
Nas imagens que acompanham a denúncia dos pais desses jovens, o pastor é visto usando uma camiseta azul com a palavra “Fäbodjäntan”, termo de tradução complexa, algo como “moças do estábulo”. Abaixo havia o subtítulo “Äkta hårdporr svensk” (pornô hardcore sueco real).
Fäbodjäntan é o título de um filme de sexo explícito famoso na Suécia. Produzido em 1978, o filme é ambientado em uma aldeia mítica, localizada em alguma parte da região campestre no centro da Suécia. Essa aldeia fictícia guarda um antigo chifre que, segundo a lenda, era soprado pelos vikings ao voltarem para casa depois de suas longas viagens. A trombeta servia para chamar as mulheres da aldeia para fazerem amor com os guerreiros que retornavam. O filme procura ilustrar graficamente a veracidade da lenda. Mas sua cena mais famosa envolve uma mulher e uma grande salsicha sueca, a Falukorv.

Por isso surgiu a denúncia dos pais, alegando que o pastor usava “roupas extremamente impróprias para um representante da Igreja da Suécia”.

Desde 2006, o pastor organizava uma viagem de treinamento de liderança em sua paróquia. O local escolhido anualmente era a aldeia francesa que abriga a Comunidade de Taizé, uma ordem monástica cristã ecumênica fundada em 1940. A denúncia acusa o pastor de postar fotos no Facebook usando a camiseta mostrada acima com o seguinte comentário: “Todo ano vou a Taizé, na França, com os adolescentes da minha paróquia”.

O programa de treinamento era dirigido pelo pastor e, de acordo com o site da igreja, a viagem ajudava a ensinar temas como “a visão do homem” e “atitudes, valores, dinâmicas de grupo e comunicação”.

O nome do pastor não foi divulgado. Após ser notificado, ele foi afastado preventivamente da igreja e tem até 5 de janeiro para se pronunciar sobre o assunto junto à diocese de Estocolmo.

Em uma declaração ao site The Local, Annika Sjöqvist Platzer, porta-voz da diocese, explicou que se o pastor comprovadamente violou as regras da igreja, as punições possíveis são a suspensão de seu cargo de liderança, passar por um acompanhamento condicional ou receber uma advertência por escrito. Procurado, o pastor não quis comentar o assunto

David Landes, no The Local.
Tradução e edição: Jarbas Aragão. Todos os direitos de tradução reservados.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Pastor sueco é afastado da igreja por usar camiseta “pornográfica”

Deixe o seu comentário