Bíblia e crucifixo são retirados do gabinete de Dilma no Planalto

Em sua primeira semana, Dilma Rousseff fez mudanças em seu gabinete. Substituiu um computador por um laptop e retirou a Bíblia da mesa e o crucifixo da parede.

Durante a campanha eleitoral, a então candidata se declarou católica e foi atacada pelos adversários sob a acusação de ter mudado suas posições religiosas.

A presidente também trocou móveis para deixar o ambiente “mais confortável”. Os estofados coral, usados no Palácio do Catete no governo Vargas, foram substituídos por poltronas e um sofá da linha Navona, do arquiteto Sergio Rodrigues.

Dilma começou a trabalhar às 9h30. O primeiro compromisso é com Helena Chagas (Comunicação Social) para se informar; a seguir, com o chefe de gabinete, Gilles Azevedo; depois com Antonio Palocci (Casa Civil).

A presidente não tolera atrasos. Pede objetividade e não gosta de expressões como “eu acho”. Apesar do estilo rígido, um interlocutor que acompanhou os primeiros dias de Lula no poder diz que a sensação é de que Dilma está “mais à vontade”.

No período inicial, uma semelhança entre eles: Lula priorizou a agenda interna. Dilma faz o mesmo ao ter o trabalho dominado por reuniões com ministros.

fonte: Folha.com
dica do José Miguel Medina

atualização às 18h

Crucifixo retirado de gabinete pertencia a Lula, diz Planalto

A Secretaria de Comunicação Social divulgou neste domingo (9) nota no Blog do Planalto para explicar a retirada de um crucifixo e uma Bíblia no gabinete presidencial.

Hoje, reportagem da Folha mostrou que os artigos religiosos haviam sido retirados da sala, recém-transferida para Dilma Rousseff.

A Secom afirma que o crucifixo pertencia ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. De origem portuguesa, seria presente de um artista no início de seu mandato.

No Twitter, Helena Chagas, ministra da secretaria, acrescentou que a peça foi despachada na mudança que levou de Brasília para São Paulo objetos pessoais de Lula.

Quanto à Bíblia, a secretaria afirma que o livro agora fica em uma sala contígua ao gabinete, sobre uma mesa. “Onde por sinal a presidenta já encontrou ao chegar ao Palácio do Planalto”, diz a nota.

Por último, a nota nega que Dilma tenha aposentado o computador da sala.

“Embora goste de trabalhar com laptop, a presidenta não mudou o computador da mesa de trabalho. Continua sendo um desktop.”

 

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Bíblia e crucifixo são retirados do gabinete de Dilma no Planalto

Deixe o seu comentário