A salvação das mulheres virgens

Sheherazade cura Sheriar da obsessão de matar todas as mulheres virgens da cidade, contando-lhe histórias antes de dormir.
.
Modus Operandi do rei persa Sheriar consistia em escolher uma virgem, casar-se com ela e, logo após a noite de núpcias, mandá-la decapitar pelo primeiro-ministro do reino.
.
A loucura de Sheriar começou quando ele flagrou a primeira esposa traindo-o com um serviçal do palácio. O rei pegou a espada e decapitou a esposa e o amante. Desde então, prometeu a si mesmo matar todas as jovens de seu reino, pelas mãos de seu primeiro-ministro.
.
Após três anos de chacina, já não sobravam muitas virgens para casar e matar. Sheherazade, a filha mais velha do primeiro-ministro, uma das poucas jovens do reino que sabia ler, pediu ao pai autorização para se oferecer ao rei como esposa, afirmando que tinha uma estratégia para demover Shariar de seu delírio homicida.
.
O primeiro-ministro acabou cedendo e Sheherazade casou com Sheriar. Na noite de núpcias, pediu ao rei que deixasse entrar no quarto sua irmã Duniazade para que esta contasse a ela uma história, como seu último desejo antes de ser morta.
.
Sheriar mandou entrar a irmã de Sheherazade, que se deitou no chão, ao lado da cama do casal.
.
Duniazade começou, então, a narrar as peripécias e aventuras daqueles tempos, enquanto o rei, furioso, bufava, resmungava e tossia, remexendo-se na cama. Acontece que o comportamento de Sheriar não intimidava a cunhada, que só interrompeu mesmo a narrativa quando a primeira claridade entrou pela janela do quarto.
.
Mas algo havia mudado na vida do rei Sheriar: ele estava interessado nas aventuras e peripécias narradas por Duniazade, com intervenções da esposa Sheherazade.
.
E, por isso, adiou a morte da rainha para a manhã seguinte, depois que ouvisse a continuação da narrativa daquela primeira noite. A partir daí, as duas irmãs se revezaram no relato das aventuras, sempre deixando, ao raiar do dia, novo motivo para que o rei desejasse conhecer o próximo capítulo.
.
Depois de mil e uma noites, Sheherazade mandou entrar no quarto do casal o homem que a mataria. Ao invés deste, vieram, pela mão de Duniazade, dois bebês e um menino.
.
“Estes são os nossos filhos”, disse a rainha Sheherazade ao rei.
.
Dizem que eles viveram felizes para sempre.
.
fonte: Superbem

 

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for A salvação das mulheres virgens

Deixe o seu comentário