Morrer ou morrer

HAMAS VS. FATAH – ESCOLHA O SEU LADO!

Jovens palestinos basicamente têm duas escolhas: morrer pelo Fatah ou morrer pelo Hamas. É tipo a bipolaridade extrema que a gente encontra aqui pelos lados ocidentais, exceto que em vez de reclamar incessantemente em poltronas confortáveis, lá todos têm AK-47s, odeiam Israel e talvez sequestrem a sua família só para provar um ponto. Em resumo, o Fatah quer formar um estado islâmico único e tentar coexistir com Israel, enquanto o Hamas é menos compromissado e quer reverter às fronteiras que existiam antes da Guerra dos Seis Dias, em 1967. No entanto, frequentemente parece que os dois partidos estão mais preocupados em matar um ao outro em confrontos violentos na rua do que se unir contra o inimigo comum. Perguntamos a um bando de garotos palestinas o que eles achavam dessa confusão toda.

Ahmed Dwaikat, 21, mora na Vila Beta, perto da cidade de Nablus na Cisjordânia, tem dois filhos e trabalha em construções.

Vice: Fatah ou Hamas, o que é melhor pra você?
Ahmed:
Eu pertenço ao Fatah desde o começo da minha vida. É um sentimento no meu coração. Comecei a apoiá-los durante a Primeira Intifada.

Você vê o futuro dos seus filhos no Fatah?
Sim. Quando o Fatah estava no governo, tudo ia bem. Agora que o Hamas está no poder, quando mandei meus filhos para o primeiro dia de aula houve uma greve, porque os professores não estavam sendo pagos. É importante para mim que meus filhos aprendam que ninguém sabe o que o futuro pode trazer.

Você perdeu amigos na luta?
Como muitos palestino, muitos dos meus amigos foram mortos por tropas israelenses. Eles amavam seu país, e nós éramos contra a ocupação.

Hatem Darwish tem 18 anos. Ele é da Vila Beta.

Vice: Qual você apoia, o Fatah ou o Hamas?
Hatem:
O Fatah.

Por que você se decidiu em apoiar o Fatah?
Mais ou menos dois anos atrás alguns amigos e eu começamos a comparecer a atividades escolares que eram organizadas pelo Fatah, então foi o que decidi ser.

Qual a sua família apoia?
Eles estão divididos. Mas nós vivemos uma vida normal até quando temos pensamentos políticos diferentes. Cada um apoia o que acredita ser certo.

O que você acha que o Fatah dá às pessoas?
A base de tanto o Fatah quanto o Hamas é a resistência a Israel, mas as coisas deram errado e o conflito civil começou por causa da sedição.

Você morreria pelo seu país?
Sim, claro.

Mohamad Abo Hamdam é um garoto de 15 anos que mora no Campo Balata. Ele é estudante e às vezes trabalha como vendedor.

Vice: Hamas ou Fatah?
Mohamad:
Sem dúvida alguma estou com o Hamas.

O que faz você escolher o Hamas?
Eu moro em um campo de refugiados porque a ocupação israelense fez com que abandonássemos nossas cidades. Eles roubaram nossas terras. Aqui o Hamas nos ajuda no dia-a-dia e na educação. Nos dão mochilas escolares, comida, tudo. Por que não os apoiaria?

Você morreria pelo seu país?
Eu não gosto da morte, amo minha vida, e não há necessidade alguma de eu morrer por nada além do meu país.

Ou seja, sim.

Ameed Khudarayeh tem 21 anos e mora em Nablus. Ele é estudante universitário e vende sapatos no mercado.

Vice: Quem você apoia, Fatah ou Hamas?
Ameed:
Hamas.

O que causou a situação política atual?
Todos causaram. Não deveria haver nenhuma luta. Para a paz, a ocupação deve acabar, então estaremos bem. Não é importante se eu apoio o Hamas ou não, o que importa é acreditar no que é certo. Vivemos em uma situação ruim por causa da ocupação, e uma vez que ela não existir mais, não vai fazer diferença se eu apoio o Fatah ou o Hamas. O que realmente importa é que todos deveríamos viver propriamente como seres humanos.

E seu pai tem a mesma opinião?
Não necessariamente. Isso é pessoal, você apoia o que acredita.

Você morreria pelo seu país?
Eu amo minha vida.

Vou considerar isso um ‘não’.

Samer Salem, 23, é taxista no Campo al-Ein para refugiados palestinos.

Vice: Você apoia o Fatah ou o Hamas?
Samer:
Apoio o Hamas, porque acredito que eles que darão esperança e dignidade para o povo palestino. A luta entre o Fatah e o Hamas não é necessária e ninguém lucra com isso.

O que a causa?
É causada pela sedição. Quando o Hamas formou o governo, todo o mundo foi contra. Pararam de nos fundar, e isso nos deixou com fome.

Você morreria pela sua causa?
Quantos palestinos morreram por isso? Milhares… então, sim.

Slama Awad tem 16 anos e vive na Cidade Nablus. Ela é estudante.

Vice: Você apoia ou pertence a algum movimento?
Salma:
Pertenço ao Fatah faz três anos.

Por que escolheu o Fatah?
Acredito que pertencer ao Fatah me traz segurança na vida. Por isso acredito que deva fazer parte desse movimento, e existem milhares de estudantes assim como eu. Acredito que o Fatah vai nos igualar ao resto do mundo e nos trazer paz.

Você continuará com o Fatah, não importa o que aconteça?
Acho que sim. Acredito que o sonho palestinos vá se concretizar com o Fatah. Devemos ter esperança e não desistir nunca.

Você sacrificaria sua vida pelo seu país?
Claro. Muitas pessoas no mundo morrem pelo próprio país. Nós vivemos em uma grande prisão que o mundo não conhece. A ocupação é inaceitável.

Fonte: Vice


ENTREVISTA: ALAA FALAH. Fotos: AMEED. TRADUÇÃO: EQUIPE VICE BR.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Morrer ou morrer

Deixe o seu comentário