Mídias sociais levam casais mais rapidamente ao sexo

As revistas Shape e Men’s Fitness encomendaram uma pesquisa sobre sexo na era digital. Tanto os homens quanto as mulheres admitiram que a comunicação pelas redes sociais, mensagens instantâneas e SMS os levam mais rapidamente para a cama com o parceiro.

Pela primeira vez, as revistas focaram sua pesquisa anual na relação existente entre o sexo e a era digital que vivemos. Entre os entrevistados, 80% das mulheres afirmam terem relações sexuais mais rapidamente do que antes, porque hoje é mais fácil manter contato com o parceiro. Já 58% dos homens disseram que azarar usando Facebook , SMS e chamadas com vídeo os ajudam a levar as mulheres para a cama com mais agilidade.

“Parece que hoje em dia existem muitas maneiras de ficar conectado”, entende Marissa Stephenson, editora sênior da revista Shape. Cinco anos atrás, o casal teria que esperar até o próximo encontro para falar sobre sua intimidade, mas agora eles podem interagir entre um encontro e outro usando SMS, Skype, Facebook e programas como o Messenger.

O flerte tecnológico pode não ser tão íntimo quanto o tradicional encontro cara a cara, disse Stephenson, mas, de acordo com a pesquisa, ainda pode proporcionar uma ótima relação sexual. As revistas descobriram que 47% dos entrevistados classificam suas vidas sexuais como “incrível”, em comparação a 21% do ano passado.

Porém, a Dra. Dorree Lynn, psicóloga e autora do livro Sex for Grownups [Sexo para adultos], disse que as mídias sociais estão estimulando um sentimento de “falsa intimidade” entre os casais. Ela questiona: “Homens e mulheres podem desfrutar de boas relações sexuais a curto prazo, mas o que acontece com os relacionamentos a longo prazo?”

“É mais fácil pular para a cama do que ter um relacionamento”, disse Lynn. “Isso tudo ocorre em função do mundo acelerado em que vivemos, onde as verdadeiras habilidades de comunicação, ou seja, face a face, estão rapidamente caindo no esquecimento.”

A comunicação digital e o tempo dedicado a isso pode dar aos casais uma sensação de intimidade, mas para ela isso não ensina as pessoas a ter um relacionamento genuíno.

Com todos esses novos sites e formas de fazer contato online, as revistas acharam que seria oportuno usar a investigação para verificar como ocorre essa ligação entre relacionamentos e tecnologia.  Stephenson afirma que a descoberta sobre a intimidade digital não a surpreende, mas alguns resultados da pesquisa chamam atenção.

Por exemplo, 76% das mulheres e 79% dos homens disseram que olhariam os e-mails de seu/sua parceiro/a se estivesseem abertos no computador.

Mesmo que as pessoas pareçam estar satisfeitas, a pesquisa descobriu que a tecnologia está cobrando um preço. Entre os entrevistados, 51% dizem que, com notebooks e celulares no quarto, o casal não passa tanto tempo junto se conhecendo como antes.

Mensagens de texto são a principal maneira de os casais ficarem em contato. A pesquisa mostrou que 64% das mulheres e 50% dos homens usam SMS para manter contato com o parceiro e 70% dos entrevistados admitiu praticar o “sexting”, envio de mensagens e fotos de teor sexual.

Além disso, aparentemente algumas pessoas não têm limites claros. Quando perguntados o que fariam se recebessem um telefonema ou um SMS durante o ato sexual, 5% disseram que olhariam o telefone para ver quem está ligando e 1% confessa que interromperia o ato para atender o telefone.

Agência Pavanews, com informações de ABC.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Mídias sociais levam casais mais rapidamente ao sexo

Deixe o seu comentário