Peidar em público agora é crime em país africano

Em meio a tantos tumultos pelo mundo, é reconfortante saber que ao menos um país tem suas prioridades legais bem definidas para 2011.

O Malawi, país africano que ficou famoso quando Madonna adotou uma criança nascida ali, aprovou novas leis que têm o objetivo de  “formar cidadãos responsáveis e disciplinados”.

Entre as novas leis propostas pelo governo de Bingu wa Mutharika (foto), sem dúvida a mais curiosa é a que torna ilegal peidar em público. Sendo assim, emitir gases em público deixa de ser uma situação deselegante e passará a ser considerado crime. Quem desobedecer, terá um registo criminal por flatulência.

No pacote, há também punição legal prevista para quem perturbar assembleias religiosas, invadir um cemitério, insultar a honra de uma mulher, portar armas ilegais ou  iniciar um duelo.

Contudo, a lei anti-gases gerou maior polêmica pela dificuldade de provar o “crime”, especialmente em locais com grande concentração de pessoas. Esse fato pode levar a julgamentos e condenações injustas devido à falta de prova material, além do relato de possíveis testemunhas. Também não ficou claro para a população qual a idade mínima para alguém ser preso por esse crime.

Um dos cidadãos do país entrevistado pela reportagem, resume bem o sentimento geral da população: “Temos muitos problemas sérios afetando o Malawi atualmente. Não creio que empestear o ar deva ser mais grave que […] lidar com as desonestidades de alguns políticos, especialmente os que pertencem ao partido do governo”.

Agência Pavanews, com informações de Reuters e Daily Mail.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Peidar em público agora é crime em país africano

Deixe o seu comentário