Em nome do pai


.
Tatiana Cesso, em texto publicado originalmente na Trip
.
Esta seria demais até para Sarah Palin (será?). De longos de cetim, maquiagem e o andar desconcertado típico do primeiro salto alto, meninas entre 4 e 20 anos firmam um “compromisso de honra” com seus pais. Sob a doutrina do Purity Ball, elas protagonizam uma noite de pompa, em que homens grisalhos trocam estratégias sobre como manter suas filhas virgens até o casamento. “Vamos celebrar a beleza de nossas filhas e a glória de seus pais”, anunciam os convites das reuniões desse movimento evangélico. Criado por Randy Wilson em 1998, o grupo está em 48 cidades americanas e prega a figura do homem como guardião da pureza feminina. No evento, pais e filhas trocam alianças e assinam documentos. “Pergunte a elas com que tipo de homem gostariam de se casar e vai ouvir: como o meu pai”, comenta orgulhoso o fundador, cercado por suas seis filhas.

Vai lá: www.generationsoflight.com

foto: Marvi Lacar/ Getty images

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Em nome do pai

Deixe o seu comentário