Justiça condena a 8 anos de prisão usuário do Orkut que publicou conteúdo pedófilo

Publicado originalmente no UOL

Um morador de Jacarepaguá (RJ) foi condenado a oito anos e meio de prisão pela publicação de material de pedofilia no Orkut, rede social com maior número de usuários no Brasil, segundo informações da Procuradoria da República no Rio de Janeiro.

A Juíza da 8ª Vara Federal Criminal, Valéria Caldi, condenou José Augusto de Souza Filho pelos crimes de armazenamento e transmissão de conteúdo pornográfico infantil pela internet.

Após investigação iniciada a partir de comunicação do Google ao Ministério Público Federal da página criada no Orkut com material pedófilo, foram encontrados na casa do acusado diversos materiais de pedofilia, como fotos e vídeos de crianças e adolescentes praticando sexo entre si ou com maiores.

Perfil falso

Souza Filho utilizava um perfil com o nome de “Milena Ravel”, criado em março de 2009. Na casa dele, foram encontrados também históricos de conversas pelo MSN em que ele repassava as imagens para outros usuários; alguns deles, estrangeiros, pois havia mensagens em alemão e árabe.

Para evitar ser descoberto, Souza Filho cadastrou diversos endereços de e-mail para utilizar o bate-papo. Ele fingia ser menor de idade para assim conseguir conquistar a confiança de crianças e adolescentes no MSN e aliciá-los. Souza Filho foi preso em flagrante, em sua residência, em julho de 2010.

A defesa do acusado alegou que ele não sabia usar computadores. Entretanto, havia grande quantidade de fotos e vídeos encontrados no PC, que ajudaram a promotoria a provar sua culpa.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Justiça condena a 8 anos de prisão usuário do Orkut que publicou conteúdo pedófilo

Deixe o seu comentário