Pesquisador prepara livro com “100 novas revelações” sobre Jesus

Autor questiona os dogmas religiosos sobre a pessoa de Jesus que prevalecem há mais de 20 séculos

O autor português Soham Jñana (foto) prepara para outubro o lançamento do livro, que promete ser polêmico, sobre a vida de Jesus.

Novas revelações sobre a vida de Jesus virão à tona, segundo ele. Além de assegurar que Jesus foi casado e que Maria teve um segundo marido após José, o autor garante que Jesus também foi pai. Segundo pesquisa feita durante a preparação do livro Jesus, a Semente, ele alega ter encontrado fatos que revelam que quando Jesus foi crucificado, sua esposa estaria com três meses de gravidez.

Desde dezembro do ano passado, o escritor Soham Jñana vem anunciando uma série de revelações sobre a vida de Jesus.  Eles nasceu em Portugal, mas ficou radicado na França, escolheu assinar suas obras com um pseudônimo curioso, usando palavras do sânscrito.  Segundo ele, Soham  significa “Aquele, Eu Sou” ou “Sou Aquele que é proveniente de Aquele que é igual”. Por sua vez, a palavra Jñana se refere à Palavra Perdida ou Sabedoria Perdida (aquela que não sabíamos que sabíamos).

Ao todo já foram feitas 14 revelações, mas até o lançamento do livro, anunciado para 12 de outubro deste ano, o autor promete chegar a 32 revelações. O autor passou seis anos pesquisando sobre a vida de Jesus e anuncia que anunciará verdades inéditas e baseadas em fatos comprovados por suas pesquisas em textos bíblicos e documentos diversos.

São cerca de 800 páginas com informações históricas sobre o nascimento, crescimento, casamento e morte de Jesus.  Soham diz que chegar às respostas que colocam em xeque muitos dos mitos que cercam o Jesus da fé demandou muito dele:

“Fui confrontado com indagações de enorme amplitude, tendo tido, para inquirir respostas, de interrogar as fronteiras de conhecimento que a tradição institucional construiu. Qual não foi minha surpresa, com base na coerência investigativa, suportada na descoberta de laços e nexos, de relações e conexões até hoje ignoradas, ver aos poucos ser resgatado um inesperado homem Jesus. Essas descobertas desmistificam e questionam o discurso estabelecido por muitos historiadores, teólogos e pesquisadores cúmplices, em maior ou menor grau de consciência, do Jesus da fé, que até hoje prevalece sobre o homem Jesus”, afirma.

Para Soham, a trilogia vai permitir uma visão crítica dos acontecimentos que marcaram a vida de Jesus. “Antes de mais nada, quero deixar claro que a trilogia fala sobre a vida e mensagem do Jesus homem, e não do Jesus da fé pessoal, porque os há tantos quantos crentes, nem do Jesus dos teólogos, fabricado para sustentar as verdades das igrejas, nem do Jesus dos historiadores que não se entendem sequer entre eles sobre uma biografia comum”, destacou.

Soham Jñana dedicou boa parte de sua vida aos estudos, tendo realizado várias palestras sobre temas religiosos na Europa. Todo seu aprendizado durante as pesquisas serão levadas ao conhecimento público com o lançamento de três livros. O primeiro, Jesus – a Semente será lançado em outubro. Na sequência, serão lançados os livros Jesus – a Árvore e Jesus – o Fruto.

Ele avisa que será uma edição limitada e que não pretende lucrar com isso. Seu site traz a seguinte explicação: “Todos os direitos autorais reverterão para uma fundação cujos fins sejam de promover uma nova espiritualidade, através da qual o homem possa se libertar de qualquer filiação ou dependência a sistemas dizimeiros ou diversamente mercantis de pensamentos ou crenças baseados em cultos, dogmas e ritos, por forma a permitir a todo o Ser um autêntico, verdadeiro, real e genuíno reencontro com o Divino nele”.

ALGUMAS DAS “REVELAÇÕES”
• Jesus não morreu aos 33 anos. Jesus não morreu no ano 30, com 33 anos de idade, como comumente aceito pela maioria dos historiadores e teólogos.
• Avós maternos de Jesus foram assassinados – os avós maternos de Jesus foram assassinados em Séforis, então capital da Galileia, no ano 5 AC, alguns meses antes dele nascer.
• Jesus não nasceu em Nazaré nem em Belém – Existem provas irrefutáveis de que Jesus nasceu em outra localidade.
• Jesus pertencia à classe média – evidências contidas na própria Bíblia revelam que desde a infância Jesus foi criado e educado, cresceu e viveu como membro de uma família de classe média alta
• Jesus assume aos 20 anos o papel de chefe de família – aos 20 anos, Jesus passou a cuidar de sua mãe, de sues quatro meio-irmãos e de suas duas meia-irmãs.
• Jesus só ficou noivo aos 36 anos de idade, cerca de três anos antes de morrer –  evidências demonstram que sua esposa estava com pouco mais de 3 meses de gravidez quando foi crucificado
• Jesus conheceu seu pai biológico apenas aos 38 anos de idade.

Mais informações sobre esses livros podem ser encontradas AQUI

Agência Pavanews, com informações de O Reporter e O Girassol

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Pesquisador prepara livro com “100 novas revelações” sobre Jesus

Deixe o seu comentário